Ver mais

Chainlink (LINK) enfrenta pressão de venda à medida que 13% da oferta se torna lucrativa

2 mins
Traduzido Thiago Barboza

EM RESUMO

  • O preço da Chainlink registrou um aumento de 20% no fim de semana e agora está enfrentando uma barreira crucial.
  • Mais de 13% de todas as LINKs em circulação tornaram-se lucrativas no fim de semana, induzindo a ameaça de realização de lucros.
  • O índice MVRV de curto prazo está na zona de perigo, sugerindo que a venda é a próxima ação provável dos investidores.
  • promo

O preço da Chainlink (LINK) sentiu a alta do halving do Bitcoin mais do que o próprio BTC, o que foi visível em sua alta de 20%.

A altcoin, no entanto, agora está enfrentando uma barreira crucial, o que já foi um desafio no passado.

Com o aumento do preço da Chainlink, os investidores recuperaram seus lucros, o que pode ser um fator fundamental para levá-los a vender. A recente correção fez com que a oferta total de LINK com lucro caísse de 84% para 70%.

Esse montante de 14% representa quase 82,18 milhões de LINK, no valor de quase US$ 1,3 bilhão. Toda essa oferta retornou novamente ao seu estado original antes do declínio. Nos últimos dois dias, a oferta lucrativa aumentou 13%, chegando a 84% no momento da redação deste artigo.

Fornecimento de Chainlink com lucro.
Oferta de Chainlink com lucro. Fonte: Santiment

Embora isso seja positivo, também é um gatilho potencial para a venda, pois os investidores querem garantir seus ganhos para evitar perdas com uma possível nova queda. Isso faria com que o preço da Chainlink caísse.

Leia mais: Como comprar Chainlink (LINK) e tudo o que você precisa saber

O valor de mercado comprova esse sentimento com o índice de valor realizado (MVRV). O índice MVRV acompanha os ganhos/perdas dos investidores. O MVRV de 7 dias da Chainlink, de 11%, sugere lucro, possivelmente levando a vendas. Historicamente, a LINK entra em correção quando o MVRV está entre 8% a 15%, o que a classifica como uma zona de perigo.

Índice MVRV da Chainlink.
Índice MVRV da Chainlink. Fonte: Santiment

No curto prazo, essa área tem testemunhado repetidamente quedas, o que é o resultado esperado para o LINK.

Previsão de preço

Observou-se que o preço subiu 20% no fim de semana, levando o ativo digital a ser negociado a US$ 15,8. Logo abaixo desse ponto está uma barreira que a LINK tentou sustentar várias vezes e falhou no passado.

Mesmo que a altcoin consiga fechar acima dela, ela cai da resistência de US$ 15,6 para testar o suporte em US$ 14,6 e US$ 13,4. Se os detentores tentarem vender desta vez, a queda potencial resultará em um teste do último nível de suporte, caso o primeiro seja rompido.

Gráfico de 12 horas LINK/USDT.
Gráfico de 12 horas do LINK/USDT. Fonte: TradingView

No entanto, se a resistência de US$ 15,6 for rompida com sucesso e transformada em suporte, a recuperação é possível.

Leia mais: 7 razões para investir em Chainlink (LINK) em abril de 2024

A próxima resistência crítica está em US$ 18, e o preço da Chainlink chegaria lá se ultrapassasse US$ 17. Uma vez que este último seja transformado em suporte, a altcoin invalidaria a tese de baixa e subiria para US$ 18.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Coinbase Coinbase Explorar
PancakeSwap PancakeSwap Até 50% APR
Margex Margex Explorar
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Coinbase Coinbase Explorar
PancakeSwap PancakeSwap Até 50% APR
Margex Margex Explorar
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

Thiago-Barboza-red1.png
Thiago Barboza
Thiago Barboza é graduado em Comunicação com ênfase em escritas criativas pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Em 2019 conheceu as criptomoedas e blockchain, mas foi em 2020 que decidiu imergir nesse universo e utilizar seu conhecimento acadêmico para ajudar a difundir e conscientizar sobre a importância desta tecnologia disruptiva.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados