Ver mais

Investimentos em criptomoedas batem recorde de US$ 4,3 bilhões em cinco semanas

2 mins
Traduzido Júlia V. Kurtz

EM RESUMO

  • Os fluxos de entrada em investimentos em cripto atingiram US$ 2 bilhões há uma semana.
  • Os fluxos de entrada de Bitcoin encabeçaram a lista com US$ 1,97 bilhão.
  • Os ETFs de Bitcoin registraram 19 dias consecutivos sem precedentes de fluxos de entrada.
  • promo

Os investimentos em criptomoedas continuam a registrar entradas de capital, atribuídas às aprovações de ETF (fundos negociados em bolsa) à vista de Bitcoin em janeiro.

O Bitcoin registrou até US$ 1,97 bilhão em entradas na semana passada, seguido pelo Ethereum, com US$ 69 milhões em fluxos positivos.

Investimentos em criptomoedas atingiram US$ 2 bilhões

Os fluxos de investimentos em criptomoedas acumularam US$ 4,3 bilhões em cinco semanas. A última semana registrou fluxos positivos de US$ 2 bilhões, com o BTC liderando com US$ 1,97 bilhão, seguido pelo ETH com US$ 69 milhões.

“O Ethereum também teve uma GRANDE semana, com US$ 69 milhões em entradas, seu maior valor desde março”, disse o veterano do BTC Kyle Chassé, no Twitter (X).

Leia mais: 5 criptomoedas para ficar de olho em junho

O Bitcoin registrou 19 dias consecutivos de entradas, impulsionado pelo interesse de traders institucionais e de varejo. Atualmente, os ETFs detêm 5% de todo o Bitcoin, com 34 ETFs controlando mais de 1.000.000 de BTC.

Além disso, há uma semana, 11 ETFs aprovados pela Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC) compraram 25.729 BTC. Esse valor é quase oito vezes maior do que os 3.150 BTC minerados durante o mesmo período.

Participações do ETF BTC
ETFs de BTC por participações. Fonte: Coinglass

Os ETFs de Bitcoin nos EUA agora detêm quase 5% de todo o BTC. De acordo com a Coinglass, os fundos spot em geral detêm 1.043.775 BTC na segunda-feira

Atualmente, 19,71 milhões de BTC estão em circulação. Além disso, eles são avaliados em US$ 1,36 trilhão pelo preço atual do Bitcoin.

Bitcoin continua estável

Mesmo com os investidores buscando exposição ao BTC por meio de ETFs, o preço do Bitcoin não conseguiu recuperar seu recorde histórico de US$ 73.777. Os especialistas atribuem esse fato à venda maciça de fundos de hedge.

“Por que o preço do Bitcoin está suprimido enquanto os ETFs estão se acumulando como loucos? Porque os fundos de hedge estão vendendo o BTC a descoberto em níveis recordes”, indicou o trader Quinten.

Historicamente, os fundos de hedge vendem o BTC a descoberto como parte de uma estratégia de trading em que vendem contratos futuros para lucrar com as quedas de preço previstas. Sina G, cofundador da 21st Capital, focada no BTC, observou que os fundos de hedge que assumem posições vendidas no BTC podem sinalizar seu interesse na estratégia de carry trade.

Isso envolve a venda a descoberto de futuros e, ao mesmo tempo, a compra do ativo para explorar as diferenças de preço entre os mercados à vista e futuro.

Em um cenário típico, ocorreria um short squeeze. Isso acontece quando os preços do Bitcoin começam a subir, forçando aqueles com posições vendidas a comprar de volta o BTC a preços mais altos para cobrir suas posições.

Esse aumento da pressão de compra eleva ainda mais o preço do Bitcoin, fazendo com que mais vendedores a descoberto saiam de suas posições e aumentando a dinâmica de alta dos preços.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

Julia.png
Júlia V. Kurtz
Editora-chefe do BeInCrypto Brasil. Jornalista de dados com formação pelo Knight Center for Journalism in the Americas da Universidade do Texas, possui 10 anos de experiência na cobertura de tecnologia pela Globo e, agora, está se aventurando pelo mundo cripto. Tem passagens na Gazeta do Povo e no Portal UOL.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados