Ver mais

Invasão da Ucrânia influencia inflação nos Estados Unidos

2 mins
Atualizado por Aline Fernandes

EM RESUMO

  • Inflação subiu 7,9% em fevereiro de 2022
  • Custos com alimentos e energia nos EUA impulsionam os preços para os maiores em quase 40 anos
  • FMI pode cortar previsão global de crescimento , segundo diretora executiva do Fundo.
  • promo

O índice de preços ao consumidor de fevereiro nos Estados Unidos subiu 7,9% em relação ao ano anterior, o nível mais alto desde janeiro de 1982 ou em quase quatro décadas. 

Alimentos, energia e gás estão entre os maiores vilões para a alta do IPC. O custo com energia elétrica no território americano subiu 3,5% em fevereiro A escalada da violência na Ucrânia após a invasão da Ucrânia no último dia 24 também pesou na composição final do índice.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedasConfira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.

De acordo com o Departamento do Trabalhos dos Estados Unidos a aceleração de fevereiro foi o ritmo mais rápido desde janeiro de 1982, quando a economia americana enfrentou a dupla ameaça de inflação mais alta e crescimento econômico reduzido.

Nesta quinta feira e 15º dia de invasão russa à Ucrânia, os principais mercados financeiros do mundo fecharam no negativo, incluindo as commodities. Os preços do barril de petróleo encerraram o dia na casa dos US$ 108 o tipo Brent, negociado em Londres e referência para a formação mundial do preço da commodity.

Enquanto a Ucrânia relata ataques cada vez mais violentos incluindo hospitais como alvos, a Rússia disse que facilitaria a saída de civis por corredores humanitários todos os dias às 10h da manhã no horário local em um rotas unilaterais para civis que levam ao território russo. 

Os líderes mais poderosos do planeta e organizações governamentais continuam ampliando sanções junto com gigantes da indústria como Apple, McDonalds, Microsoft, Goldman Sachs e o JP Morgan Chase & Co – maior banco dos EUA – com objetivo de isolar a Rússia economicamente. Ainda assim os ataques contra a Ucrânia continuam.

“Devido às sanções internacionais e desvalorização do rublo, o Bitcoin tende a ser cada vez mais utilizado pelos cidadãos da Rússia e de outros países de moedas fracas, o que certamente fará com que o principal criptoativo se estabeleça cada vez mais como uma reserva de valor.” explica o CEO da Brasil Bitcoin, Marco Castellatri.

Nesta quinta-feira, 10 de março a diretora do Fundo Monetário Internacional, Kristalina Georgieva declarou que o FMI espera cortar a previsão de crescimento global em resposta as consequências ecômicas do conflito Rússia-Ucrânia. O comentário acontece um dia após o FMI aprovar US$ 1,4 bilhão em ajuda de emergência à Ucrânia.

Os legisladores do Senado dos EUA aprovaram no início da madrugada desta sexta-feira, 11 de março, um pacote de US$ 1,5 trilhão, sendo US$ 13,6 bilhões destinados à ajuda humanitária e militar na Ucrânia e aliados europeus.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

aline.jpg
Aline Fernandes
Aline Fernandes atua há 20 anos como jornalista. Especializada nas editorias de economia, agronegócio e internacional trabalha na BeINCrypto como editora do site brasileiro. Já passou por diversas redações e emissoras do país, incluindo canais setorizados como Globo News, Bloomberg News, Canal Rural, Canal do Boi, SBT, Record e Rádio Estadão/ESPM. Atuou também como correspondente internacional em Nova York e foi setorista de economia dentro do pregão da BM&F Bovespa, hoje B3 -...
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados