Ver mais

Indústria cripto é “colonialista” e “centralizadora”, diz pesquisador

3 mins
Atualizado por Anderson Mendes

EM RESUMO

  • A pesquisadora Catherine Flick se preocupa que a indústria cripto possa estar sofrendo de uma "mentalidade colonialista".
  • Ela afirmou que alguns estão lucrando "às custas das pessoas que fazem o trabalho".
  • Flick também teme que grande parte do mercado descentralizado possa de fato ser centralizado.
  • promo

De “oeste selvagem” a “inútil”, os críticos continuam colocando adjetivos pejorativos sobre a indústria cripto.

A pesquisadora Catherine Flick está preocupada que o mercado de criptomoedas possa estar sofrendo de uma “mentalidade colonialista”. Um ambiente que, segundo ela, beneficia entidades centralizadas e mão de obra barata.

E o problema pode não se limitar às próprias criptomoedas, mas a todo o ecossistema que inclui NFTs, metaverso e jogos. A acadêmica disse ao Insider: “Essas pessoas estão meio que navegando em seus navios pelo mar para chegar lá primeiro e fincar suas bandeiras e ganhar dinheiro”.

Explicando ainda mais, ela afirmou que é “às custas das pessoas que fazem o trabalho, que são menos propensas a obter os mesmos tipos de lucros e que são mais propensas a serem exploradas ou não entenderem no que estão se envolvendo”.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedas. Confira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.

Tecnologia não é a salvadora da indústria cripto?

lick, que é pesquisador da Escola de Ciência da Computação e Informática da Universidade De Montfort, acredita que a tecnologia pode não ser a salvadora com a qual muitos estão contando.

Além disso, um relatório recente também observou que a maior parte do hype em torno das criptomoedas ou da Web3 está sendo gerada pelos participantes já ricos. Portanto, vale a pena mencionar que Bill Gates também alertou ‘investidores com menos dinheiro que Elon Musk’ para ‘provavelmente tomar cuidado’ em relação ao mercado cripto.

Ele havia declarado: “Eu acho que as pessoas são trazidas para essas manias que podem não ter tanto dinheiro de sobra, então não estou otimista com o Bitcoin”.

Com isso dito, Flick também levanta preocupações sobre ser pego nesses hypes e comentou que “vimos a recentralização de muitas coisas teoricamente descentralizadas”.

Por exemplo, Flick acredita que a maioria dos marketplaces de NFT são, de fato, centralizados porque os vendedores individuais acham difícil vender NFTs por conta própria e isso não seria o caso em um ambiente verdadeiramente descentralizado.

Traders desonestos e o varejo

Em um relatório no início deste ano, a Chainalysis observou que 110 traders lucrativos de lavagem de criptomoedas obtiveram quase US$ 8,9 milhões em lucros acumulados, possivelmente de vendas para “compradores desavisados” que acreditam estarem comprando ativos limpos.

Flick afirmou que “as pessoas que ganham são as pessoas que chegaram cedo, o que provavelmente não será você. E as pessoas que perderem serão as que ficarão segurando suas posições.”

Um argumento semelhante de centralização surgiu no ano passado. Foi no contexto da China controlar mais de 60% do poder de hash de mineração, logo antes da decisão política do país de proibir completamente a atividade.

Curiosamente, o grau de “descentralização suficiente” também tem sido o parâmetro de alguns legisladores para decidir se uma criptomoeda pode ser classificada como um título financeiro pela SEC dos EUA.

Na indústria NFT o problema não é tão diferente. “Há um problema maior aqui em toda a estrutura de como essas economias se desenvolvem”, disse Catherine Flick à Wired anteriormente.

Críticos argumentam que Web3 é controlada por poucos

Dito isto, o ex-CEO do Twitter Jack Dorsey, também tem sido um crítico de longa data da centralização da Web3 por empresas de capital de risco.

A respeito disso, o analista de criptomoedas Faisal Khan afirmou que essas empresas estão “obtendo lucros às custas do varejo”.

De acordo com o pesquisador, “Nós vemos a centralização porque as pessoas precisam que seja fácil de usar, e precisam poder ver o que está à venda, e precisam ter interfaces de usuário agradáveis porque não entendem. Eles não querem entender isso. Eles não se importam na maior parte, provavelmente.”

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

images-e1706008039676.jpeg
Advertorial
Advertorial é o nome do autor universal para todo o conteúdo patrocinado fornecido pelos parceiros da BeInCrypto. Portanto, esses artigos, criados por terceiros para fins promocionais, podem não estar alinhados com as visões ou opiniões da BeInCrypto. Embora nos esforcemos para verificar a credibilidade dos projetos apresentados, esses artigos são destinados à publicidade e não devem ser considerados como aconselhamento financeiro. Os leitores são incentivados a realizar pesquisas...
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados