Indicador de risco de reservas de Bitcoin atinge mínima histórica

Atualizado por Júlia V. Kurtz
EM RESUMO
  • Detentores de longo prazo estão perdendo a confiança no Bitcoin.
  • BTC está novamente abaixo do seu preço realizado.
  • Fatores macroeconômicos podem causar mais quedas de preço este mês.
  • promo

    Comece agora a ganhar até 8% anuais com o novo programa de Staking da Stormgain!Entre hoje no nosso Telegram!

Outro indicador técnico importante para a rede Bitcoin (BTC) atingiu seus níveis mais baixos, enquanto o ativo mostra poucos sinais de recuperação de preço.

O indicador de risco de reservas de Bitcoin (Bitcoin Reserve Risk) atingiu uma nova mínima histórica, de acordo com a análise on-chain da Glassnode. O indicador acompanha os ciclos de mercado acompanhando o equilíbrio risco-recompensa em relação à confiança e convicção dos detentores de longo prazo da criptomoeda.

  • Ficou com alguma dúvida? O Be[in]Crypto possui uma série de artigos para lhe ajudar a entender o universo cripto. Confira!
  • Se quiser ficar atualizado no que acontece de mais importante no espaço cripto, junte-se ao nosso grupo no Telegram!

Nos níveis atuais, até mesmo a confiança dos detentores mais otimistas parece estar vacilando, atingindo seu menor valor desde o mercado de baixa de 2015. O valor atual está menor do que o visto durante o bear market de 2018 e o evento de capitulação de dezembro do ano passado.

A métrica foi observada pelo popular analista de criptomoedas ‘Murad’, que comentou sobre o indicador no último domingo (10) em seu perfil no Twitter, dizendo que “ou este indicador está quebrado ou estamos na zona de fundo do prazo alto”.

Bitcoin ainda está capitulando?

O preço do Bitcoin nunca passou por uma grande recessão economica até agora. Isso pode mudar ainda este mês, após os EUA apresentar um PIB negativo em dois trimestres consecutivos.

Outros indicadores, como o Spent Output Profit Ratio (SOPR) de longo prazo, também atingiram valores mínimos não vistos há vários anos. Este indicador mede o valor realizado dividido pelo valor na criação de uma saída gasta. Em outras palavras, o preço vendido dividido pelo preço comprado.

De acordo com o gráfico, os detentores de longo prazo ainda estão vendendo, mesmo com prejuízo, o que sugere que a capitulação está ocorrendo atualmente.

O preço do Bitcoin está lateralizado nas últimas três semanas, oscilando entre a zona de US$ 18.000 e a zona de US$ 22.000, onde fica seu preço realizado, ou base de custo agregado da oferta.

Um grande evento de capitulação provavelmente reduzirá o valor do ativo para cerca de US$ 12.000, o que seria um rebaixamento de 82% em relação ao seu preço recorde. Isso seria semelhante aos movimentos observados nos dois mercados de baixa anteriores.

Isso pode ser catalisado por uma série de anúncios macroeconômicos negativos este mês, incluindo o índice de preços ao consumidor (IPC) dos EUA e dados da inflação do país, novos aumentos nas taxas de juros do Federal Reserve ou o início de uma recessão técnica.

Mercado cripto em nova queda

Os ganhos do último fim de semana foram em grande parte eliminados no momento em que o pregão asiático de segunda-feira (11) estava em andamento.

No fechamento da matéria, a capitalização total do mercado de criptomoedas caiu para US$ 953 bilhões após uma perda de 3% no dia. O valor de mercado superou brevemente um trilhão de dólares no sábado (9), quando o BTC chegou a US$ 21.850, mas esses ganhos não puderam ser mantidos.

Atualmente, o Bitcoin está sendo negociado a US$ 20.574 após uma perda diária de 3,3% e o Ethereum caiu 3,1%, para US$ 1.153 atualmente.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.