Ver mais

Hashdex busca aprovação da SEC para ETF combinado de Bitcoin e Ethereum

2 mins
Atualizado por Thiago Barboza

EM RESUMO

  • Hashdex propõe ETF de Bitcoin e Ethereum combinado
  • O ETF usa uma estratégia de investimento passivo para rastrear um índice cripto.
  • A decisão final da SEC sobre esse ETF está prevista para março de 2025.
  • promo

A gestora de ativos Hashdex propôs recentemente um fundo negociado em bolsa (ETF) de Bitcoin (BTC) e Ethereum (ETH) à Comissão de Segurança e Câmbio dos EUA (SEC). O ETF, denominado Hashdex Nasdaq Crypto Index US ETF, pretende oferecer aos investidores exposição direta às duas principais criptomoedas do mercado.

Esse movimento marca principalmente um passo significativo em direção à adoção convencional de criptoativos nos mercados financeiros tradicionais.

Por dentro do mais recente registro de ETF de cripto à vista da Hashdex

O registro recente 19b-4 revela que os ativos do ETF consistirão exclusivamente de Bitcoin e Ethereum, com dinheiro mantido apenas para cobrir despesas. Ele usará assim uma estratégia de investimento passiva para acompanhar o Nasdaq Crypto US Settlement Price Index (NCIUSS).

A estratégia não tenta superar esse índice. Essa abordagem simplifica, por exemplo, o processo para os investidores, tornando-a uma opção atraente tanto para traders experientes quanto para iniciantes.

ETF combinado de Bitcoin e Ethereum

O ETF usará a Coinbase e a BitGo para garantir a custódia de suas participações em Bitcoin e Ethereum. Além disso, o registro delineou que, em 27 de maio de 2024, os constituintes do índice e suas ponderações eram 70,54 em BT e 29,46% em ETH.

O registro da Hashdex também se alinha com outros potenciais emissores de ETF de Ethereum à vista. Conforme o registro nem o fundo, nem quaisquer partes afiliadas se envolverão em staking de Ethereum. A SEC tem 90 dias para analisar a proposta, com uma decisão final prevista para março de 2025.

James Seyffart, analista de ETF da Bloomberg Intelligence, comentou sobre o registro da Hashdex. Ele enfatiza sua estrutura ponderada por capitalização de mercado e o potencial de inclusão de outros ativos digitais aprovados pela SEC.

“A Hashdex já tem um ETF de índice cripto negociado no Brasil. Estes são os ativos que ele detém atualmente e seus pesos no fundo. 90% são Bitcoin e Ethereum. Portanto, trazer algo como isso para os EUA faz todo o sentido como meta futura”, observou Seyffart.

Comunidade cripto ainda está cética

Apesar da nova abordagem da Hashdex, alguns membros da comunidade cripto expressaram ceticismo. Eles disseram que a combinação do Bitcoin com outros ativos digitais no ETF não faz sentido.

No entanto, Seyffart defendeu a estratégia. Ele argumentou que a estrutura do ETF “faz muito sentido” para aqueles que buscam uma exposição diversificada ao ativo digital. No entanto, a aprovação de um fundo como o Hashdex Nasdaq Crypto Index US ETF seria outro marco no segmento de fundos criptográficos à vista.

Atualmente, o mercado cripto aguarda ansiosamente a aprovação dos ETFs de Ethereum à vista. O BeInCrypto informou que o presidente da SEC, Gary Gensler, indicou que esses ETFs poderiam receber aprovação durante o verão. No entanto, ele não especificou um cronograma para sua estreia em trading.

Enquanto isso, Eric Balchunas, outro analista de ETF da Bloomberg Intelligence, previu que os fundos poderiam começar a ser negociados já em 2 de julho.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Coinbase Coinbase Explorar
PancakeSwap PancakeSwap Até 50% APR
Margex Margex Explorar
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Coinbase Coinbase Explorar
PancakeSwap PancakeSwap Até 50% APR
Margex Margex Explorar
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

aline.jpg
Aline Fernandes
Aline Fernandes atua há 20 anos como jornalista. Especializada nas editorias de economia, agronegócio e internacional trabalha na BeINCrypto como editora do site brasileiro. Já passou por diversas redações e emissoras do país, incluindo canais setorizados como Globo News, Bloomberg News, Canal Rural, Canal do Boi, SBT, Record e Rádio Estadão/ESPM. Atuou também como correspondente internacional em Nova York e foi setorista de economia dentro do pregão da BM&F Bovespa, hoje B3 -...
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados