Ver mais

Hash rate do Bitcoin se aproxima de máxima

2 mins
Atualizado por Júlia V. Kurtz

EM RESUMO

  • A taxa hash global está se aproximando de um recorde histórico, com a mineração de Bitcoin se estabelecendo em novos países após o vácuo deixado pela China.
  • A hash rate do Bitcoin aumentou para 172 milhões de terahashes por segundo, de acordo com dados do Blockchain.com.
  • A proibição da China acabou se tornando algo positivo para novas instalações em outros países que oferecem fontes de energia baratas, como Estados Unidos, Islândia, Noruega e Canadá.
  • promo

A taxa hash global do Bitcoin está se aproximando de uma nova máxima histórica, com a mineração do ativo se estabelecendo em novos países após o vácuo deixado pela China.

O hash rate do Bitcoin aumentou para 172 milhões de terahashes por segundo, de acordo com dados do Blockchain.com. O indicador, que mede a dificuldade de criação de novas unidades de BTC, não atinge tais patamares desde maio.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedasConfira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.

As autoridades chinesas baniram a mineração de criptomoedas na ocasião, citando também o impacto ambiental da prática de uso intensivo de energia. A repressão logo se espalhou por regiões do país cujas políticas de energia facilitaram a ascensão da China para se tornar o principal contribuinte para a hash rate do Bitcoin.

Essa posição foi tomada recentemente pelos Estados Unidos, onde grande parte da atividade de mineração foi realocada desde então, de acordo com dados do Cambridge Center for Alternative Finance. As proibições chinesas acabaram se tornando um fator positivo para novas instalações em outros países que oferecem fontes de energia baratas, como Islândia, Noruega e Canadá.

Na verdade, a mudança para equipamentos mais eficientes é em grande parte responsável pelo aumento da hash rate do Bitcoin. De acordo com a empresa de mineração Bitfury, “a maior parte da recuperação é atribuível a equipamentos de nova geração que estão online, não a realocação de equipamentos da China, onde muitos dos equipamentos eram muito ineficientes para continuar operando em novos locais”.

Recuperação da hash rate do Bitcoin

Embora a proibição de criptomoedas na China tenha contribuído para a queda de preços do ativo, os preços se recuperaram de forma constante nos meses seguintes. Diante dessa demanda crescente, os mineradores ativos conseguiram tirar proveito da falta de capacidade de produção.

Isso inclui mineradoras nos EUA, como a Marathon Digital e Riot Blockchain, que agora aumentaram suas previsões para o próximo ano, quando esperam abrir novas instalações no Texas e Colorado, respectivamente.

Embora a hash rate tenha se recuperado, a proibição da China ainda teve um impacto na taxa total de produção geral, que está “muito abaixo do que teria sido se não fosse a decisão da China”, de acordo com a Bitfury.

Chamando a previsão do final do ano anterior de 198 milhões de terahashes por segundo de “um trecho”, o diretor de estratégia da especialista em ativos digitais Bitooda, Sam Doctor, acredita que as taxas de hash entre 180 milhões a 190 milhões de terahashes por segundo sejam mais razoáveis.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

37c58b84a21f59fd4fd1cd91383114c2.jpg
Nicholas Pongratz
Nick é professor de habilidades de comunicação oral e especialista em ciência de dados em Budapeste, Hungria, com mestrado em Business Analytics. Ele entrou relativamente tarde no campo da tecnologia de criptomoedas e blockchain, mas está intrigado com seu potencial de uso econômico e político. Ele pode ser descrito como um cético otimista de centro-esquerda.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados