Ver mais

Hackers Trocam Bitcoin por Monero Para Anonimato em Ransomware

2 mins
Atualizado por Caio Nascimento

EM RESUMO

  • Hackers apostam no mixing integrado para dificultar investigações
  • Combinação de Monero com Tor torna rastreamento impossível, diz Europol
  • Capitalização está perto de US$ 1 bilhão
  • promo

A Monero começou a ser adotada para pagamento de resgate pelo ransomware Sodinokibi, um dos mais famosos do mundo. Os hackers por trás da ameaça publicaram em fóruns de malware que irão abandonar o Bitcoin aos poucos como moeda para extorsão de vítimas.
A mudança tem o objetivo de esconder o fluxo dos pagamentos para dificultar a identificação das carteiras dos criminosos. Considerada uma criptomoeda privada (private coin), a Monero traz um sistema integrado de embaralhamento (mixing) das transações. A rede redistribui todas as transações entre remetentes e destinatários sem alterar os montantes. Dessa forma, os valores recebidos não mudam no processo. Por outro lado, torna-se mais difícil saber a origem de cada novo saldo nos endereços visíveis na blockchain. Além disso, donos das chaves podem alegar inocência se forem descobertos, dada a incerteza do caminho feito pela transação. Segundo a Europol, hackers que usam a Monero por meio do navegador Tor são impossíveis de serem rastreados. Por esse motivo, a Monero vem sendo cada vez mais adotada em golpes online.

Monero Dribla a Ação da Polícia

Os controladores do ransomware Sodinokibi deixaram claro que a adoção da criptomoeda visa dificultar o trabalho das polícias.
A combinação do navegador anônimo Tor com a Monero pode tornar a atividade financeira de uma pessoa completamente invisível para a polícia e agências governamentais. Estamos extremamente preocupados com o anonimato e a segurança de nossas campanhas, então começamos uma transição “forçada” do BTC para Monero.
Segundo os hackers, o Bitcoin deverá ser abandonado aos poucos. Dessa forma, os golpes irão cada vez mais solicitar Monero, na medida em que as pessoas se acostumem a negociar o ativo.

Valorização

Invariavelmente, a cotação da moeda acompanha o movimento de adoção por golpistas. Sua fama começou em 2017, quando os criminosos por trás do malware Adylkuzz passaram a solicitar resgate em Monero no lugar do Bitcoin. Na época, o ativo acumulava US$ 427 milhões em capitalização. Atualmente, mesmo com a crise, o valor chega ao dobro de três anos atrás. Segundo o CoinMarketCap, seu capital no mercado está na casa dos US$ 950 milhões. Para manter-se informado, tendo a sua disposição conteúdo constante e de qualidade, não deixe de acompanhar nosso site. Aproveite e faça parte da nossa página de criptomoedas no Twitter.
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

d5d468215717a9856e67059bb80b21e2?s=120&d=mm&r=g
Paulo Alves
Sou jornalista e especialista, pela USP-SP, em Comunicação Digital. Já trabalhei em rádio e impresso, mas boa parte da minha experiência vem do online. Colaborei entre 2013 e 2021 com o Grupo Globo na área de tecnologia, onde já cobri assuntos diversos da área, de lançamentos de produtos aos principais ataques hackers dos últimos anos. Também já prestei consultoria em projetos do Banco Mundial e da ONU, entre outras instituições com foco em pesquisa científica. Entrei no mundo das...
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados