Golpe usa nome de Michael Saylor para roubar US$ 1,1 milhão de investidor

Atualizado por Júlia V. Kurtz
EM RESUMO
  • Um usuário perdeu mais de 26 BTC, no valor de US$ 1,14 milhão, para criminosos online que se passaram por Michael Saylor, CEO da MicroStrategy.
  • Whale Alert afirmou: "este golpe recebeu o maior pagamento de todos os tempos para um sorteio falso".
  • Saylor disse que denuncia os golpistas ao YouTube a cada 15 minutos, e eles são retirados horas depois, mas os criminosos são implacáveis.
  • promo

    Comece agora a ganhar até 8% anuais com o novo programa de Staking da Stormgain!Entre hoje no nosso Telegram!

No último sábado (15), um investidor perdeu US$ 1,14 milhão ao enviar cerca de 26,4 Bitcoin (BTC) para golpistas que se passavam por Michael Saylor, CEO da MicroStrategy.

Um pesadelo se tornou realidade, disse o Whale Alert: “esse golpe recebeu o maior pagamento de todos os tempos para um sorteio falso” – se referindo sobre o novo golpe usando o nome de Michael Saylor.

“Suspeitamos que esse pagamento tenha sido feito por meio de um endereço da Coinbase”, acrescentou o perfil, famoso por rastrear transações de Bitcoin que movimentam grandes valores.

Segundo o Whale Alert, o golpe ocorreu através de um site e no YouTube, ambas plataformas usadas por vigaristas para se passar por Michael Saylor. O canal do YouTube foi retirado do ar e uma visita ao site mostra uma mensagem de erro.

  • Ficou com alguma dúvida? O Be[in]Crypto possui uma série de artigos para lhe ajudar a entender o universo cripto. Confira!
  • Se quiser ficar atualizado no que acontece de mais importante no espaço cripto, junte-se ao nosso grupo no Telegram!

Os 26,4 BTC foram enviados para o endereço principal do golpe em cinco transações, de acordo com um registro de pagamentos. O montante vale US$ 1,14 milhão pelo preço atual da criptomoeda.

Golpes com Bitcoin aumentam

Criminosos que aplicam golpes de doação usam as identidades de celebridades como Michael Saylor para induzir as pessoas a enviar Bitcoin para as suas carteiras. Para atrair as vítimas, eles prometem multiplicar os valores enviados,  mas, em vez disso, fogem com o dinheiro.

Michael Saylor, CEO da MicroStrategy, se mostrou um grande defensor do Bitcoin. Desde agosto de 2020, sua empresa comprou 124.391 BTC – a maior participação de qualquer entidade de capital aberto. Atualmente, o montante está avaliado em US$ 5,39 bilhões.

Respondendo ao anúncio do Whale Alert, Saylor disse:

[Pelo menos] 489 desses golpes foram lançados no YouTube na semana passada. Nós os denunciamos a cada 15 minutos e eles são removidos após algumas horas, mas os golpistas lançam mais.

Este é o último sorteio falso envolvendo Saylor. Em novembro, alguém enviou quase 3 BTC (US$ 179.000), para um sorteio representando o chefe da MicroStrategy. Os golpistas não estão apenas fingindo ser o empresário. Eles também personificam o CEO da Tesla, Elon Musk, bem como agências governamentais ou empresas conhecidas.

O Whale Alert disse em um relatório de 2020 que os cibercriminosos estão achando muito fácil enganar os usuários de Bitcoin porque seus esquemas se tornaram incrivelmente profissionais e agressivos.

Depois de analisar centenas de milhares de dados, foi concluído que “o crime cripto compensa. Muito.” Isso ocorre principalmente porque golpes envolvendo o ativo são praticamente livres de riscos, pois os criminosos têm uma chance extremamente baixa de serem pegos.

O Whale Alert afirma que rastreia 9.214 sites fraudulentos e 92.955 endereços cripto fraudulentos. Até o momento, o perfil rastreou mais de US$ 803 milhões em ativos digitais roubados em todo o mundo.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.