Ver mais

Fundo de investimento cripto vende todas as moedas após 8 anos de operações

2 mins
Por Nicholas Pongratz
Traduzido Júlia V. Kurtz

EM RESUMO

  • Um fundo de investimento apoiado por Peter Thiel vendeu todo o seu portfólio de criptomoedas em 2022 por US$ 1,8 bilhão.
  • A maioria dos ativos digitais foi vendida até março de 2022, antes do colapso da Terra USD em maio.
  • As empresas se livram das criptomoedas ao mesmo tempo em que continuam investindo em projetos cripto e blockchain.
  • promo

Um fundo de investimento do milionário Peter Thiel vendeu todas as suas participações em Bitcoin em 2022, demonstrando um crescente desinvestimento corporativo em criptomoedas.

A Founders Fund, uma empresa de capital de risco cofundada pelo bilionário Peter Thiel em 2005, investiu pela primeira vez em Bitcoin em 2014. Embora tenha comprado grandes quantidades de criptomoedas diferentes, dois terços de seu portfólio cripto total consistia em Bitcoin.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedas. Confira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.

No entanto, foi descoberto que, 8 anos depois, o fundo vendeu toda a sua participação em cripto. O processo de venda do portfólio teria encerrado no final de março de 2022.

Isto ocorreu antes de desenvolvimentos importantes do mercado cripto naquele ano, incluindo a falência do ecossistema Terra, em maio. Estima-se que a venda tenha gerado um retorno de cerca de US$ 1,8 bilhão. No momento, o fundo não tem exposição significativa a criptomoedas.

Parte de uma liquidação maior

O desinvestimento do Founders Fund ocorre em meio a uma venda estratégica por parte do fundo de investimento. Entre 2020 e o final de 2022, o fundo vendeu sua participação em nove de seus maiores investimentos, rendendo US$ 13 bilhões para os investidores.

Isso incluiu ofertas públicas iniciais de empresas que o fundo apoiou desde suas primeiras captações de fundos, como Airbnb e Palantir.

Com um par de fundos que arrecadou US$ 5 bilhões em capital em 2022, o Founders Fund tem atualmente mais de US$ 11 bilhões sob gestão. Desde a sua criação, a empresa fez investimentos estratégicos em mais de 100 empresas.

A lista inclui o SpaceX de Elon Musk, o aplicativo Lyft e o grupo de tecnologia de defesa Anduril. Atualmente, ele tem planos de comprar uma participação de US$ 29 bilhões na OpenAI, desenvolvedora por trás do chatbot ChatGPT.

Pivô de investimento cripto

As notícias das vendas demonstram um pivô ocorrido nos investimentos em criptomoedas em 2022. A Tesla também vendeu cerca de três quartos de suas participações em Bitcoin em julho do mesmo ano.

Além dos preços baixos, muitas instituições financeiras se afastaram das criptomoedas por medos envolvendo segurança e lavagem de dinheiro.

Mas, embora muitas dessas empresas evitem a exposição direta a criptomoedas, elas concentraram seus investimentos em participações acionárias em negócios de criptografia ou na tecnologia subjacente.

Em dezembro de 2022, o Goldman Sachs anunciou sua intenção de comprar ou investir em empresas cripto, vendo uma oportunidade após o colapso da FTX.

Embora o CEO do JPMorgan, Jamie Dimon, tenha chamado o Bitcoin de “fraude”, sua empresa investiu em uma divisão dedicada ao blockchain.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

Julia.png
Júlia V. Kurtz
Editora do BeInCrypto Brasil, a jornalista é especializada em dados e participa ativamente da comunidade de Criptoativos, Web3 e NFTs. Formada pelo Knight Center for Journalism in the Americas da Universidade do Texas, possui mais de 10 anos de experiência na cobertura de tecnologia, tendo passado por veículos como Globo, Gazeta do Povo e UOL.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados