Ver mais

FTX tenta recuperar US$ 71,5 milhões de sua divisão de filantropia

2 mins
Por Harsh Notariya
Traduzido Júlia V. Kurtz

EM RESUMO

  • A FTX tenta recuperar US$ 71,5 milhões em doações e investimentos de seu braço filantrópico.
  • A equipe de falências da exchange afirma que os fundos foram misturados e, portanto, evitáveis de acordo com os Códigos de Falências e Delaware.
  • Ela também ameaçou processar os destinatários que não devolverem as doações voluntariamente.
  • promo

A falida exchange cripto FTX apresentou uma nova queixa ao Tribunal de Falências dos Estados Unidos. Ela quer recuperar doações e investimentos feitos pelo ex-CEO Sam Bankman-Fried para várias empresas de ciências biológicas no valor aproximado de US$ 71,5 milhões.

Sam Bankman-Fried era conhecido por suas enormes doações para caridade e políticos. Mas, depois que sua empresa entrou com pedido de falência, a equipe descobriu que estas doações foram feitas com fundos dos usuários e, portanto, devem ser recuperadas.

Leia mais: As 10 criptomoedas para investir em janeiro de 2024

FTX tenta recuperar doações

De acordo com os processos judiciais, o braço filantrópico da FTX, a FTX Foundation, e a empresa sem fins lucrativos Latona receberam mais de US$ 71,5 milhões da FTX e da Alameda Research.

A equipe de falências da FTX alega que esses fundos foram misturados. Portanto, as doações podem ser evitadas de acordo com o Código de Falências e o Título 6 do Código de Delaware.

O processo judicial menciona:

“Cada uma dessas transferências foi feita com a intenção de impedir, atrasar ou fraudar credores atuais ou futuros, fato conhecido pela FTX Foundation, Latona e Bankman-Fried durante o período de anulação”.

Fonte: Documento do tribunal

Além disso, o documento judicial também alega que a FTX não recebeu valor equivalente em troca dessas transferências. Assim, os advogados da FTX pediram ao tribunal que recuperasse o valor total com juros e honorários advocatícios.

Tentativas de Recuperação Feitas

Depois que a FTX pediu concordata, a equipe liderada pelo novo CEO John J. Ray III está trabalhando para recuperar os fundos. Há pouco tempo, no dia 12 de julho, a FTX entrou com uma ação contra seu braço europeu para recuperar US$ 323,5 milhões. Ela alegou uso indevido de fundos por pessoas de dentro.

Em junho, o Metropolitan Museum of Art de Nova York concordou em devolver US$ 550.000 em doações recebidas da FTX em 2022. No início de fevereiro, a equipe de recuperação da exchange ameaçou políticos que não devolvessem voluntariamente as doações com ação legal.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedasConfira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

Julia.png
Júlia V. Kurtz
Editora-chefe do BeInCrypto Brasil. Jornalista de dados com formação pelo Knight Center for Journalism in the Americas da Universidade do Texas, possui 10 anos de experiência na cobertura de tecnologia pela Globo e, agora, está se aventurando pelo mundo cripto. Tem passagens na Gazeta do Povo e no Portal UOL.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados