Ver mais

Exchanges miram novos investidores e estudantes universitários na Índia

2 mins
Atualizado por Júlia V. Kurtz

EM RESUMO

  • Exchanges na Índia sentiram queda em transações após a lei de tributação.
  • Empresas investem em educação financeira para atrair novos investidores.
  • Jovens das cidades pequenas que lucram com games P2E também são afetados.
  • promo

As exchanges estão investindo em educação financeira para atrair novos investidores e estudantes universitários na Índia. A estratégia é uma resposta às novas leis de criptomoedas do país, que fizeram com que o interesse no mercado caísse de forma abrupta.

Nessa semana, o CEH da BuyUcoin, Shivam Thakral,explicou ao Indiantimes que as exchanges de criptomoedas estão preparadas para usarem ferramentas mais agressivas em cripto e blockchain com o objetivo de capacitar os ecossistemas ativos.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedas. Confira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.

As exchanges de criptomoedas perceberam que, em março, tiveram um bom ritmo, com muitas transações de grandes valores. Mas no início de abril, houve uma queda nesse ritmo.

Isso ocorreu porque entrou em vigor na Índia a cobrança de um imposto de 30% sobre os rendimentos obtidos com as criptomoedas.

Segundo o Estoa, os volumes de transações caíram 55% nas principais exchanges apenas nos dois primeiros dias após o anuncio da tributação.

O co-fundador da Unocoin, Sathvik Vishwanatha, falou ao Estoa:

“Os volumes caíram de 10 a 30% na maioria das exchanges de criptomoedas indianas. As pessoas ainda estão entendendo quais serão as implicações diretas e indiretas das novas regras tributárias. Pode levar mais algumas semanas para as pessoas trabalharem em novas estratégias para reduzir a carga tributária”.

Crise em exchanges na Índia

A crise se estendeu aos games jogue-e-ganhe (P2E), já que os investidores estão com problemas para comprar e vender os ativos digitais. Até março, os provedores conseguiram resolver os problemas de suas liquidez e flutuações.

As dificuldades afetaram diretamente os jovens indianos com menos de 35 anos das cidades pequenas, que, desempregados, se uniram em plataformas durante a pandemia de Covid-19 para tirarem as suas rendas dos games P2E. Eles fazem parte dos 2.648% de crescimento nas inscrições da WazirX em 2021.

“Essa é uma tendência habitual no início de cada exercício. No entanto, este ano, estamos vendo um declínio mais acentuado devido às rigorosas leis fiscais”, disse o vice-presidente executivo de crescimento e estratégia da CoinDCX, Minal Thukral.

Assim, como a WazirX, as outras exchanges sofreram problemas semelhantes com os seus investidores vindos das cidades de Lucknow, Ahmedabad, Patna, Bhopal, Vadodara e Calcutá. Apenas a exchange Bhopal teve um salto em novos investidores em 2021.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

BIC_userpic_sb-08.jpg
Priscila Gorzoni
Jornalista formada pela Universidade Metodista de São Paulo, em ciências sociais pela USP, em direito pela Universidade Mackenzie, lato sensu em Fundamentos da arte e cultura pela Unesp-SP e mestre em história pela PUC SP. Iniciei minha carreira nas revistas passando por publicações como Bons Fluidos, Nova, Cláudia, Saúde. Mundo Estranho, Superinteressante e National Geographic Brasil.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados