Ver mais

Exchange erra e envia US$ 10 milhões em vez de US$ 100 para cliente

2 mins
Atualizado por Anderson Mendes

EM RESUMO

  • Crypto.com enviou US$ 10,5 milhões para uma cliente que solicitou um saque de US$ 100.
  • Engano só foi descoberto 7 meses depois.
  • Ao invés de alertar a exchange sobre o erro, a felizarda preferiu aproveitar o dinheiro.
  • promo

Uma cliente da Crypto.com acabou recebendo por engano o valor de US$ 10,5 milhões após solicitar um saque de apenas US$ 100 na plataforma da exchange.

Por incrível que pareça, o erro só foi percebido sete meses depois, quando a empresa sediada em Singapura passava por uma auditoria.

Thevamanogari Manivel, a felizarda que recebeu a quantia milionária por engano, mora em Melbourne, na Austrália. A cliente da exchange emitiu uma ordem de saque de US$ 100 de seus fundos em maio de 2021, e recebeu um valor 105 mil vezes maior devido a um erro de digitação cometido pela equipe de pagamentos da empresa.

Ao invés de alertar a Crypto.com do erro, Manivel quis logo aproveitar a bolada recebida. O dinheiro foi transferido para a sua conta bancária, com a australiana comprando uma luxuosa casa de cinco quartos em Craigieburn por US$ 1,35 milhão em fevereiro deste ano. Segundo consta, a mansão foi dada de presente para a sua irmã.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedasConfira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.

Crypto.com entra na justiça para recuperar seu dinheiro

Apesar de demorar meses para se dar conta do erro, a Crypto.com foi rápida para buscar o dinheiro de volta, entrando na justiça para exigir que Manivel devolvesse o montante que lhe foi enviado.

O juiz da Suprema Corte de Victoria decidiu a favor da empresa, ordenando que a mansão fosse vendida e o restante do dinheiro em posse fosse devolvido. Uma nova audiência sobre o caso está marcada para outubro, mas a justiça destacou que Manivel e sua irmã podem ser processadas por desacato ao tribunal se não cumprirem com as ordens estabelecidas.

Se referindo ao episódio, Justin Lawrence da Henderson and Ball Lawyers disse que: “Não há dúvida de que, se você visse isso em sua conta, saberia que não deveria estar lá, e o ônus é realmente de você ligar para o remetente e dizer olhe que não deveria ter entrado na minha conta.”

Erros do mundo cripto

O erro da Crypto.com não é algo isolado no mercado de criptomoedas. A BlockFi precisou lidar com algo semelhante ao depositar erroneamente milhões de dólares em Bitcoin (BTC) em algumas contas de sua plataforma.

A confusão foi feita após a credora realizar uma promoção em março do ano passado, elegendo alguns usuários para receber bônus cripto – mas que nem chegavam perto dos valores que foram depositados por engano. Na época, a empresa também recorreu a justiça para ter os seus fundos de volta.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

4d198a1c7664cbf9005dfd7c70702e03.png
Anderson Mendes
Membro ativo da comunidade de criptoativos e economia em geral, Anderson é formado pela Universidade Positivo, e escreve sobre as principais notícias do mercado. Antes de entrar para a equipe brasileira do BeInCrypto, Anderson liderou projetos relacionados à trading, produção de notícias e conteúdos educacionais relacionados ao mundo cripto no sul do Brasil.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados