Ver mais

ETFs de Solana à vista enfrentam desafios regulatórios

2 mins
Traduzido Júlia V. Kurtz

EM RESUMO

  • Especialistas do setor discutem o potencial da Solana como a próxima grande cripto para ETFs à vista.
  • Atualmente, o Solana está enfrentando desafios regulatórios devido à sua classificação de segurança.
  • Apesar dos desafios, os especialistas acreditam que os ETFs Solana têm melhores demandas de mercado.
  • promo

Conforme aumenta a expectativa em torno da possível aprovação de ETFs de Ethereum (ETH) à vista pela Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC), especialistas atentam para a possibilidade de outras criptomoedas, como Solana (SOL), obterem produtos semelhantes.

Os líderes do setor estão discutindo se Solana poderia ser o próximo ativo a ver a introdução de ETFs à vista. Isto poderia impactar significativamente o mercado cripto.

Perspectivas do setor sobre ETFs de Solana à vista

Em uma aparição na CNBC, CEO da empresa de investimentos em moeda digital BKCM, Brian Kelly, destacou o potencial da Solana. Ele observou que moedas como Bitcoin, Ethereum e Solana são as três principais deste ciclo.

Além disso, Kelly sugeriu que, se a SEC aprovar os ETFs de Ethereum à vista, ela fornecerá regulamentações mais claras para o mercado em geral. Isso poderia à aprovação de mais ETFs cripto à vista, incluindo a Solana.

Leia mais: Como comprar Solana (SOL) e tudo o que você precisa saber

O analista de ETF James Seyffart, da Bloomberg Intelligence, ofereceu insights em resposta à especulação de Kelly. Seyffart enfatizou os obstáculos regulatórios que Solana enfrenta, especialmente devido à sua classificação como um título pela SEC.

“Com base nos precedentes/necessidades atuais, isso acontecerá dentro de alguns anos após a obtenção de um mercado de futuros regulamentado pela CFTC. Mas o Congresso e os projetos de lei de estrutura de mercado, como o FIT21, poderiam fazer com que isso acontecesse mais rapidamente. Acho que um ETF SOL teria mais demanda do que outros ativos digitais (além de BTC e ETH). Mas a SEC não está dançando em torno do status da SOL como fez com o ETH. Esses processos contra a Coinbase, a Kraken e outros dizem claramente que ‘Solana é um título’. O que poderia facilmente tornar esse caminho muito difícil”, observou Seyffart.

ETFs de altcoins enfrentam desafios

Apesar dos desafios, Seyffart reconheceu a demanda por ETFs de Solana. No entanto, ele sugeriu que a aprovação de um ETF de Litecoin (LTC) poderia acontecer primeiro, embora com menos interesse do mercado. A jornalista cripto Laura Shin acrescentou que, embora o Litecoin possa ter “pouca bagagem regulatória”, o Solana faz sentido do ponto de vista do uso e dos fundamentos.

A comunidade cripto aguarda a decisão oficial da SEC sobre os ETFs de Ethereum, que poderia preparar o terreno para futuras aprovações. O analista de ETFs Eric Balchunas especulou que um anúncio poderia ser feito por volta das 17h de quinta-feira (23). Sua previsão baseou-se no momento da aprovação pela SEC dos ETFs de Bitcoin à vista em janeiro.

Enquanto o mercado observa atentamente, as discussões sobre o Solana e outros ETFs continuam a evoluir, destacando as complexidades e oportunidades dentro do ambiente regulatório cripto.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Coinbase Coinbase Explorar
PancakeSwap PancakeSwap Até 50% APR
Margex Margex Explorar
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Coinbase Coinbase Explorar
PancakeSwap PancakeSwap Até 50% APR
Margex Margex Explorar
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

Julia.png
Júlia V. Kurtz
Editora do BeInCrypto Brasil, a jornalista é especializada em dados e participa ativamente da comunidade de Criptoativos, Web3 e NFTs. Formada pelo Knight Center for Journalism in the Americas da Universidade do Texas, possui mais de 10 anos de experiência na cobertura de tecnologia, tendo passado por veículos como Globo, Gazeta do Povo e UOL.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados