Ver mais

Empresas querem criar mina solar no Texas

3 mins
Atualizado por Júlia V. Kurtz

EM RESUMO

  • Block e Blockstream estão lançando um projeto de mineração movido a energia solar.
  • O anúncio foi feito na conferência Bitcoin 2022.
  • Este será o primeiro projeto com métricas públicas disponíveis.
  • promo

A Blockstream e Block de Jack Dorsey (antiga Square) estão construindo uma mina de Bitcoin movida a energia solar e bateria no Texas, alimentada pela matriz PV solar de 3,8 megawatts da Tesla e um Megapack de 12 megawatts-hora.

A instalação foi projetada para ser um projeto de prova de conceito para aprender sobre a viabilidade da mineração de Bitcoin a partir de energia 100% renovável em escala, disse o criptografista britânico e CEO da Blockstream, Adam Back, na conferência Bitcoin 2022 em Miami.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedasConfira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.

A iniciativa conjunta de US$ 12 milhões contribuirá com 30 Petahash para o poder global de computação usado para minerar Bitcoin. O esforço faz parte da promessa do Block de ser neutro em carbono até 2030.

“As pessoas gostam de debater sobre os diferentes fatores que tem relação com a mineração de Bitcoin. Temos um painel aberto, para que as pessoas possam jogar junto, talvez possa chamar outros jogadores para participarem”, disse Back à CNBC.

O painel exibirá métricas em tempo real, como saída de energia e Bitcoin total minerado, que serão acessíveis ao público. Uma versão posterior deste painel também conterá pontos de dados de desempenho solar e de armazenamento, de acordo com a Blockstream.

Back indicou que, se o projeto for bem sucedido em sua fase piloto, as empresas adicionariam energia eólica e ampliariam o projeto. Adicionar vento ao mix de energia diminuiria os custos globais e ajudaria a equilibrar o tempo de inatividade solar, ou seja, durante a noite.

“Ao colaborar neste projeto de mineração de Bitcoin 100% movido a energia solar com a Blockstream, usando tecnologia solar e de armazenamento da Tesla, nosso objetivo é acelerar ainda mais a sinergia do Bitcoin com as energias renováveis”, disse o líder global do ESG na Block e líder de projetos da Iniciativa de Energia Limpa bitcoin da Block, Neil Jorgensen.

O impacto ambiental da mineração de Bitcoin foi bem documentado. De acordo com um estudo recente da Universidade de Cambridge, a rede global de mineradores de Bitcoin consome o equivalente a toda a nação da Argentina em um ano. E como um único Bitcoin equivale ao uso de energia de 170 casas médias dos EUA por um mês, o impacto global pode ser devastador.

A busca por uma mineração mais sustentável

Um modelo emergente para mineração mais sustentável de Bitcoin é o híbrido. Os mineradores de Bitcoin compram energia de fontes locais quando a energia é abundante e retiram energia da rede quando ela é escassa. Este modelo híbrido pode ajudar a otimizar redes renováveis e manter o alto tempo de atividade.

Além disso, os mineradores de Bitcoin são móveis e flexíveis o suficiente para atuar como sistemas de resposta à demanda, gerando eletricidade quando a rede está cheia. Os mineradores de Bitcoin também podem desligar suas máquinas durante os períodos de escassez de energia, tornando as renováveis mais econômicas.

Outra forma de a mineração de Bitcoin ser verde é usar energia 100% renovável. Com isso, a indústria de mineração pode reduzir sua pegada de carbono e ajudar a proteger o meio ambiente.

Oeste do Texas é o epicentro dos EUA

O oeste do Texas é o epicentro da energia renovável na América, com baldes de energia solar e eólica disponíveis em regiões isoladas do estado. Em termos de capacidade solar instalada, o Texas ocupa o segundo lugar na Califórnia. Além da energia eólica e solar, o estado possui várias reservas de gás natural, incluindo o xisto.

Não é economicamente viável transportar eletricidade de regiões isoladas, e as linhas de transmissão, entre outras coisas, são os gargalos principais.

O esforço para fazer a mineração de Bitcoin alimentar principalmente a energia renovável impulsiona o desenvolvimento de infraestruturas em áreas isoladas, melhorando a economia central da produção de energia renovável.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

david-thomas.jpg
David Thomas
David Thomas formou-se na Universidade de Kwa-Zulu Natal, em Durban, África do Sul, com honras em engenharia eletrônica. Ele trabalhou como engenheiro por oito anos, desenvolvendo software para processos industriais na Autotronix (Pty) Ltd., especialista em automação da África do Sul, sistemas de controle de mineração para a AngloGold Ashanti e produtos de consumo na Inhep Digital Security, uma empresa de segurança doméstica de propriedade integral do conglomerado sueco Assa Abloy. Ele tem...
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados