Ver mais

Empresas usam blockchain para monitorar vacinas de Covid-19

2 mins
Atualizado por Júlia V. Kurtz

EM RESUMO

  • A empresas é a Zuelling Pharma, que tem sede na Ásia e está usando a blockchain em seus sistemas de monitoramento das vacinas Covid-19.
  • O sistema eZTracker também mantém a transparência de todo o processo da cadeia de suprimentos médicos.
  • Um dos setores mais promissores com o uso da tecnologia blockchain tem sido o da saúde.
  • promo

A tecnologia blockchain tem tido uma participação fundamental no setor da saúde, entre eles, nas empresas que monitoram as vacinas contra o COVID-19.

Uma dessas empresas é a Zuelling Pharma, que tem sede na Ásia e está usando a blockchain em seus sistemas de monitoramento das vacinas de Covid-19. Ela é uma das maiores empresas médicas da Ásia e possui parcerias com mais de 1.000 unidades de saúde de 13 países.

A empresa lançou um sistema chamado de eZTracker, que faz o gerenciamento médico com o uso da blockchain. Por meio desse método, o objetivo da Zuelling Pharma é aumentar a eficiência nos serviços de rastreamento das vacinas.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedasConfira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.

Além dessa tarefa, a blockchain tem sido usado no setor da saúde para ajuda a evitar os acidentes, desvios que possam afetar a saúde pública.  

Com relação às vacinas contra o covid-19, uma das funções da blockchain é garantir a autenticidade e evitar que o contrabando dos produtos médicos ocorra. Outro aspecto importante é evitar a apropriação indevida das vacinas e dos suprimentos médicos.

A aplicação da blockchain ajuda aos gestores da área de saúde a acompanharem e controlarem os seus produtos.

Transparência no processo da cadeia

O sistema eZTracker que está sendo aplicado na vacina contra o covid-19 também mantém a transparência de todo o processo da cadeia de suprimentos médicos. Existe um monitoramento dos produtos, desde a sua fabricação, entrega, administração até chegar aos pacientes.

Um dos aspectos mais importantes nesse processo é que todos os dados das vacinas ficam registrados em tempo real. Fora isso, não há a necessidade de intermediários, o que aumenta a credibilidade e o controle das transações.

O vice-presidente e chefe de soluções digitais e de dados da Zuellig Pharma, Daniel Laverick, explicou que esse sistema também oferecerá informações sobre os produtos médicos.

“Os produtos registrados no eZTracker terão uma matriz de dados 2D que verificará detalhes como a “data de validade, temperatura e procedência através de seu aplicativo alimentado por blockchain”.

A tecnologia blockchain em prol da saúde

Um dos setores mais promissores com o uso da tecnologia blockchain tem sido o da saúde. Porque essa plataforma oferece velocidade, segurança e eficiência às transações.

Além da Zuelling Pharma, outras empresas da área de saúde tem usado a tecnologia blockchain, estão entre elas a MediLedger, uma startup, que tem um serviço semelhante tem sido muito usada no setor. O uso da tecnologia foi proposto na autenticação dos passaportes COVID.

Empresas como a SimplyVital Health, localizada em Watertown, em Massachusetts, usa um aplicativo e por meio dele os pacientes e os médicos tem acesso as informações de seus tratamentos, doenças e históricos de saúdes.

A Coral Health, de Vancouver no Canadá, usa a blockchain para acelerar os atendimentos, automatizar os processos administrativos e criar contratos inteligentes entre os pacientes e os médicos.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

BIC_userpic_sb-08.jpg
Priscila Gorzoni
Jornalista formada pela Universidade Metodista de São Paulo, em ciências sociais pela USP, em direito pela Universidade Mackenzie, lato sensu em Fundamentos da arte e cultura pela Unesp-SP e mestre em história pela PUC SP. Iniciei minha carreira nas revistas passando por publicações como Bons Fluidos, Nova, Cláudia, Saúde. Mundo Estranho, Superinteressante e National Geographic Brasil.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados