Elliptic identifica carteiras cripto de oficiais da Rússia sob sanções

Atualizado por Anderson Mendes
EM RESUMO
  • A Elliptic está investigando o uso de criptomoedas para evitar sanções na Rússia.
  • Empresa identificou um grande número de carteiras vinculadas a autoridades russas na lista de sanções.
  • O uso de criptomoedas para evitar sanções econômicas tornou-se um grande ponto de discussão, levando à ação de autoridades ao redor do mundo.
  • promo

    Comece agora a ganhar até 8% anuais com o novo programa de Staking da Stormgain!Entre hoje no nosso Telegram!

A Elliptic identificou centenas de milhares de carteiras e endereços cripto vinculados a russos que estão na lista de sanções. Ela também está investigando carteiras que podem estar vinculadas a oligarcas e funcionários do país.

A empresa focada em segurança cripto Elliptic está analisando o uso de criptomoedas pela Rússia para evitar as recentes sanções econômicas. Ela observa que existe um “risco real” desses ativos serem usados pelo país para evitar sanções e ocultar capital.

Foram conduzidas análises de dados e investigações para obter algumas informações sobre isso, incluindo potencialmente encontrar ativos de russos que foram sancionados.

  • Ficou com alguma dúvida? O Be[in]Crypto possui uma série de artigos para lhe ajudar a entender o universo cripto. Confira!
  • Se quiser ficar atualizado no que acontece de mais importante no espaço cripto, junte-se ao nosso grupo no Telegram!

Carteiras cripto de pessoas sancionadas são encontradas

A Elliptic identificou 400 provedores de serviços de ativos virtuais onde os rublos poderiam ser usados para comprar criptomoedas. Observou-se que, após as notícias das sanções, houve um aumento nas compras de criptomoedas baseadas em rublos. A empresa ressalta que a maioria desses serviços não é regulamentado e permite o anonimato de seus usuários.

Mas o mais importante, a empresa vinculou diretamente mais de 15 milhões de endereços de criptomoedas a “atividades criminosas com um nexo na Rússia”. Também descobriu várias centenas de milhares de carteiras e endereços vinculados a atores sancionados no país. Por fim, ela está investigando ativamente carteiras que podem estar vinculadas a autoridades e oligarcas russos que foram sujeitos a sanções.

O cofundador da Elliptic, Tom Robinson, disse que as participações somam milhões de dólares. Ele comentou sobre o uso de criptomoedas para ocultar capital, dissipando alguns mitos ao dizer:

“As criptomoedas podem ser usadas para evasão de sanções. O que está em questão é em que tipo de escala. Não é realista que os oligarcas possam contornar completamente as sanções transferindo toda a sua riqueza para criptomoedas. Elas são altamente rastreáveis. As criptomoedas podem e serão usada para evasão de sanções, mas não em larga escala.”

Criptomoedas sendo discutidas ao redor do mundo

Embora as criptomoedas tenham se tornado cada vez mais comuns em fóruns públicos, as discussões sobre essa clase de ativo aumento ainda mais após o recente conflito Ucrânia –   Rússia. Houve narrativas boas e ruins sobre o setor, e isso alimentou a incerteza em torno de sua regulamentação.

Mais de US$ 50 milhões em doações cripto foram enviados para a Ucrânia, algo comemorado pelas autoridades locais. No entanto, há também a preocupação de que os russos na lista de sanções estejam usando ativos cripto para evitar sanções. Isso levou grandes órgãos e governo a querer tomar uma ação sobre este mercado, como é o caso da União Europeia.

Ao que tudo indica, mais regulamentação cripto chegarão em todo o mundo em 2022, com os eventos recentes sendo determinantes. Na maioria das vezes, no entanto, as notícias são boas, com o mercado cripto parecendo ter um lugar oficial nas economias de muitos países.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.