Ver mais

Análise de Dogecoin (DOGE): sinal de venda indica possível queda de 26%

2 mins
Traduzido Júlia V. Kurtz

EM RESUMO

  • O preço do Dogecoin registrou uma alta de 42% há uma semana.
  • Os investidores estão otimistas quanto a uma nova alta, já que os juros abertos aumentaram em US$ 600 milhões em uma semana.
  • Ao mesmo tempo, a ameaça paira sobre o DOGE.
  • promo

O preço da Dogecoin (DOGE) deixou os entusiastas da memecoin bastante entusiasmados nesses sete dias, quando a altcoin completou uma alta de 42%.

Mas com o aumento vem o potencial de correção e, pela primeira vez em 2024, o sinal de venda do DOGE está em seu ponto mais forte.

Os detentores de Dogecoin ainda apostam em um aumento

A Dogecoin deixou para trás uma alta grande o suficiente para recuperar as perdas testemunhadas pelos investidores em meados de março conforme subia no gráfico. O aumento de 42% cobriu a queda de 26%, deixando o DOGE mais perto de atingir US$ 0,20.

Isso inspirou confiança entre os detentores do DOGE, que parecem estar otimistas em relação à moeda. O mesmo é evidenciado pelo Open Interest, que se refere ao número total de contratos de derivativos em aberto. Esses contratos em aberto registraram um aumento de 66% de US$ 600 milhões, já que a altcoin consiste principalmente em posições compradas – o que indica um possível aumento no preço.

Dogecoin Open Interest.
Interesse aberto da Dogecoin. Fonte: Coinglass

Leia mais: Como comprar Dogecoin (DOGE) com PIX

Em segundo lugar, os indicadores técnicos também pintam um quadro de alta. O Índice de Força Relativa (RSI), que mede a velocidade e a variação dos movimentos de preços, está na zona neutra de alta. Além disso, o Moving Average Convergence Divergence (MACD), um indicador de momentum de acompanhamento de tendências, também registra um cruzamento de alta.

Dogecoin RSI and MACD.
RSI e MACD do Dogecoin. Fonte: TradingView

Esses indicadores apontam para um maior crescimento no preço do Dogecoin.

Previsão de preço da DOGE: sinal de venda sugere queda

O preço da Dogecoin, em geral, parece sugerir que um aumento no preço é provável. Se o DOGE continuar nesse caminho e conseguir transformar a resistência de US$ 0,182 em suporte, ele poderá traçar um aumento para US$ 0,20, marcando uma alta de dois anos.

DOGE/USDT 1-day chart.
Gráfico de 1 dia do DOGE/USDT. Fonte: TradingView

No entanto, a divergência dos endereços médios diários de preços (DAA) sinaliza um sinal de venda. Essa métrica compara as alterações no preço de um ativo com o número de novos endereços que interagem com ele. Isso indica possíveis discrepâncias entre o movimento do preço e a adoção do usuário ou a atividade da rede.

Dogecoin Price DAA Divergence.
Divergência de DAA do preço do Dogecoin. Fonte: Santiment

Leia mais: Como comprar Dogecoin (DOGE), visão geral e perspectivas sobre a criptomoeda

No passado, sempre que essa métrica acionava um sinal de venda, o preço da Dogecoin testemunhava uma correção. Considerando que esta é a primeira deste ano, e uma das maiores, o DOGE pode sofrer uma correção significativa. A moeda meme pode cair para US$ 0,164 e marcar US$ 0,151, o que invalidaria a tese de alta e causaria uma queda de 26% para US$ 0,135.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Coinbase Coinbase Explorar
PancakeSwap PancakeSwap Até 50% APR
Margex Margex Explorar
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Coinbase Coinbase Explorar
PancakeSwap PancakeSwap Até 50% APR
Margex Margex Explorar
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

Julia.png
Júlia V. Kurtz
Editora do BeInCrypto Brasil, a jornalista é especializada em dados e participa ativamente da comunidade de Criptoativos, Web3 e NFTs. Formada pelo Knight Center for Journalism in the Americas da Universidade do Texas, possui mais de 10 anos de experiência na cobertura de tecnologia, tendo passado por veículos como Globo, Gazeta do Povo e UOL.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados