Ver mais

DeFi perdeu US$ 20 milhões em ataques hacker durante fevereiro

2 mins
Por Rahul N.
Traduzido Júlia V. Kurtz

EM RESUMO

  • Ataques DeFi continuam a atormentar o mercado de criptomoedas, com vários milhões roubados em 2023.
  • Os ataques de flash loan têm sido um método predominante nas últimas semanas.
  • O mercado cripto quer evitar uma repetição de 2022, que teve cerca de US$ 4 bilhões roubados.
  • promo

Maus atores conduziram vários ataques ao mercado DeFi nas últimas semanas. Mais de US$ 20 milhões foram roubados até agora em 2023, porque essas entidades continuam a visar plataformas vulneráveis.

O DeFi continua a ser um dos principais alvos de criminosos no mercado de criptomoedas, com o valor total perdido ultrapassando US$ 20 milhões. Dados do DeFiLlama mostram a extensão desse dano, com a maioria dos ataques ocorrendo por meio de chaves privadas comprometidas.

Fonte: DefiLlama

Golpes visam alvos em DeFi

Ataques recentes incluem os contra a rede dForce, Platypus Finance e Orion, alguns dos hacks de maior valor que já ocorreram. A maior parte dos ataques em 2023 tem a ver com problemas na lógica do protocolo, embora tenha havido pelo menos uma puxada de tapete.

Fonte: DefiLlama

Os ataques de flash loan ainda dominam a lista de hacks nas últimas semanas, demonstrando que isso continua sendo um grande problema para o mercado DeFi. Os valores dos ataques são baixos em comparação a 2022, mas continuam

Os ataques DeFi provavelmente não diminuirão e podem até aumentar. Isso ocorre porque os criminosos estão adotando outros métodos e visando setores mais populares, como NFTs.

Hackers visam setor NFT

Os hacks NFT tornaram-se cada vez mais comuns. Os criminosos procuram explorar os usuários que se aglomeraram no espaço como resultado de sua popularidade repentina. Hackers roubaram milhões em NFTs apenas em 2022, com um indivíduo roubando alguns milhões por conta própria.

Os criminosos visam coleções populares como o Bored Ape Yacht Club devido à sua exposição e popularidade.

Em 2022, hackers roubaram mais de US$ 12 bilhões em NFTs, atraindo muita atenção da mídia. Os hackers geralmente se concentram em mercados NFT ou ataques de phishing de engenharia social, e é lamentável que continue a atormentar o mercado.

2022 foi o pior ano para hacks cripto

2022 foi um ano difícil para o mercado de criptomoedas. Não apenas em termos de inverno cripto, mas também em relação ao número de incidentes de segurança.

Houve vários ataques importantes em 2022, com a Chainalysis afirmando que mais de US$ 4 bilhões foram roubados. Este foi o valor anual mais alto até agora e é uma indicação de mais ação neste assunto.

Os ataques às pontes, que se tornaram populares em 2022, continuam sendo algo para ficar de olho. Em 2023, o Lazarus Group, associado à Coreia do Norte, foi responsável por cerca de US$ 1,7 bilhão em roubos de criptomoedas.

Um grande ataque que realizou foi a exploração da ponte Ronin da Axie Infinity, na qual os criminosos roubaram mais de US$ 650 milhões.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

Julia.png
Júlia V. Kurtz
Editora do BeInCrypto Brasil, a jornalista é especializada em dados e participa ativamente da comunidade de Criptoativos, Web3 e NFTs. Formada pelo Knight Center for Journalism in the Americas da Universidade do Texas, possui mais de 10 anos de experiência na cobertura de tecnologia, tendo passado por veículos como Globo, Gazeta do Povo e UOL.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados