Ver mais

Debate no Congresso dos EUA expõe divergências sobre tokenização de ativos reais

3 mins
Traduzido Aline Fernandes

EM RESUMO

  • O Comitê de Serviços Financeiros dos EUA examinou a tokenização de ativos do mundo real.
  • Diversos especialistas discutiram o potencial e os riscos do blockchain nas finanças tradicionais.
  • Perspectivas variadas destacaram o debate em andamento sobre o futuro da tokenização de ativos.
  • promo

Nesta quarta-feira (05), o Comitê da Câmara de Serviços Financeiros dos EUA realizou uma audiência intitulada “Infraestrutura de próxima geração: Como a tokenização de ativos do mundo real facilitará mercados eficientes”.

A audiência teve como objetivo avaliar a necessidade de mais regulamentações para apoiar a tokenização de ativos do mundo real (RWA) e produtos derivados.

EUA: opiniões diversas sobre tokenização de ativos reais

Indivíduos notáveis de diversas profissões participaram da audiência. Carlos Domingo, cofundador e CEO da Securitize, e Robert Morgan, CEO do USDF Consortium, representaram o setor de tokenização de ativos do mundo real.

Dos mercados financeiros, Lilya Tessler, sócia da Sidley Austin LLP, e Nadine Chakar, chefe global de ativos digitais da Depository Trust and Clearing Corporation, também contribuíram. Além disso, a audiência contou com a perspectiva acadêmica do Prof. Hilary Allen, professor de direito da American University Washington College of Law.

Durante a sessão, testemunhas e legisladores compartilharam perspectivas variadas sobre a tokenização. O presidente French Hill destacou o potencial da tokenização para trazer as finanças tradicionais para o blockchain, prometendo maior eficiência e redução de custos.

“A tokenização pode aproveitar a eficiência e a transparência da blockchain para modernizar os mercados dos EUA. […] Com a ajuda da blockchain, a tokenização pode automatizar alguns desses processos críticos dentro das transações financeiras, trazendo uma liquidação simplificada e custos mais baixos”, disse ele.

Mercados dos EUA devem se modernizar

Tessler enfatizou a representação digital generalizada de ativos, observando que a blockchain poderia aprimorar esses processos, oferecendo programabilidade e liquidez , principalmente nos EUA. Além disso, Morgan discutiu a evolução das tecnologias de ledger no setor bancário. Ele sugeriu que a tecnologia DLT poderia acabar com os silos no sistema financeiro.

“Atualmente, a infraestrutura financeira consiste em uma série de sistemas em silos. A tokenização tem uma capacidade única de romper esses silos, facilitando a colaboração em tempo real entre as instituições financeiras”, explicou Morgan.

Chakar concordou com o sentimento. Assim, ela enfatizou a importância de criar infraestruturas interoperáveis com conformidade incorporada. Além disso, Domingo apresentou o papel da Securitize na modernização dos mercados de capital privado por meio da tokenização, destacando a eficiência da tecnologia.

A tokenização pode transformar as finanças tradicionais?

No entanto, nem todos os especialistas e legisladores estavam otimistas com relação à tokenização de ativos do mundo real. O congressista Brad Sherman e a professora Hilary Allen expressaram preocupações sobre as implicações da tokenização. Em especial, eles estão preocupados com a supervisão regulatória e a estabilidade financeira.

Sherman questionou a possibilidade de a tokenização contornar as estruturas regulatórias existentes. Enquanto isso, Allen criticou as ineficiências e fragilidades operacionais das blockchains públicas.

“Blockchains públicos sem permissão sofrem de ineficiências inevitáveis e fragilidades operacionais, o que os torna inadequados para ativos financeiros do mundo real. […] A tokenização não deve ser usada para integrar serviços financeiros do mundo real com o universo cripto”, opinou Allen.

Apesar das opiniões divergentes, a audiência mostra o debate contínuo sobre o futuro da tecnologia blockchain nas finanças tradicionais. De fato, a possível clareza regulatória de tais discussões poderia abrir caminho para uma adoção mais ampla da tokenização. Principalmente em setores de alto potencial, como o imobiliário e o de valores mobiliários.

Enquanto o debate continua, fica claro que o setor financeiro está à beira de uma transformação. Os líderes do setor estão explorando as aplicações inovadoras da tokenização de ativos do mundo real.

Notadamente, alguns gigantes do setor bancário, como o Citi, estão explorando o potencial da tokenização. Em um relatório, Tony McLaughlin, um dos executivos do Citi, explicou que a tokenização poderia revolucionar o dinheiro digital ao superar os sistemas tradicionais baseados em contas e criar redes de passivos regulamentados. Essa inovação promete uma nova geração de dinheiro digital que é regulamentada, resgatável pelo valor nominal e de propriedade legal do detentor.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

aline.jpg
Aline Fernandes
Apaixonada pelo que faz, Aline Fernandes é uma profissional que atua há 20 anos como jornalista. Especializada nas editorias de economia, agronegócio e internacional trabalha na BeINCrypto como editora do site brasileiro. Já passou por quase todas as redações e emissoras do país, incluindo canais setorizados como Globo News, Bloomberg News, Canal Rural, Canal do Boi, SBT, Record e Rádio Estadão/ESPM. Atuou também como correspondente internacional em Nova York e foi setorista de economia...
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados