Bitcoin btc
$ usd

Curve Finance sofre exploit e derruba todo o setor DeFi

2 mins
Traduzido Anderson Mendes

EM RESUMO

  • O ecossistema DeFi foi abalado após o Curve Finance sofrer um exploit de US$ 50 milhões.
  • A exploração resultou em uma queda de US$ 2,3 bilhões no valor total bloqueado (TVL) em todo o ecossistema DeFi, com a Curve Finance registrando uma queda de 44% no seu TVL.
  • Apesar de uma venda brutal de CRV, os hackers ainda estão no lucros; a falha na recuperação pode ter sérias implicações para os protocolos de empréstimo.
  • promo

O ecossistema de finanças descentralizadas (DeFi) foi severamente abalado pelo exploit da plataforma de empréstimos Curve Finance. Vários protocolos foram prejudicados no seu valor total bloqueado (TVL) após o evento.

Um ataque de reentrância causou um exploit no Curve Finance por mais de US$ 50 milhões em 30 de julho. O exploit ocorreu em vários pools estáveis, executando versões mais antigas da linguagem de programação de contrato inteligente Vyper.

Curve Finance sofre exploit

A Curve Finance alertou seus usuários de que várias stablepools (alETH/msETH/pETH) usando o Vyper 0.2.15 “foram explorados como resultado de um bloqueio de reentrância com defeito”. A plataforma acrescentou que as pools de stablecoin crvUSD não foram afetadas.

De acordo com a documentação oficial do Vyper, a instalação recomendada é na verdade a versão com defeito. Um bug na camada de linguagem do contrato inteligente afeta quase todos os protocolos que usam o Vyper. Atores mal-intencionados estão usando ataques de reentrância para reinserir repetidamente um contrato, resultando em ações não autorizadas ou roubo de fundos.

Nesta segunda-feira (31), a empresa de segurança e auditoria de blockchain PeckShield informou que as perdas até agora totalizaram US$ 52 milhões. Além disso, além do Curve, vários protocolos foram afetados, incluindo Alchemix, JPEG’d, Metronome, deBridge e Ellipsis.

A versão Aave Ethereum v2 também desativou sua função de empréstimo de CRV em meio ao pânico. Atualmente, há uma dívida de CRV de US$ 100 milhões do fundador do protocolo, Michael Egorov, oscilando em liquidação. Se os preços do token continuarem subindo e atingirem o limite de liquidação, os protocolos terão que liquidar as posições de CRV.

Algumas estimativas colocam as perdas em até US$ 70 milhões. No entanto, alguns desses fundos estão sob custódia de whitehats e bots MEV e são potencialmente recuperáveis. Um hacker white hat ‘c0ffeebabe.eth’ já retornou 2.879 ETH no valor de cerca de US$ 5,4 milhões para o endereço do implantador do Curve.

TVL em queda

O TVL em todo o ecossistema DeFi perdeu US$ 2,3 bilhões desde a exploração. Como resultado, o valor bloqueado no ecossistema está atualmente em US$ 41,5 bilhões e continua caindo. A maior parte desse declínio é da Curve Finance, que registrou uma queda de 44%, para US$ 1,8 bilhão atualmente.

Curve Finance sofre exploit e derruba todo o setor DeFi

O CRV também opera em queda, com uma desvalorização de 16% no dia, sendo negociado a US$ 0,623. Além disso, o ativo perdeu 23% na última quinzena e permanece 96% abaixo de seu recorde histórico.

Apesar disso, os hackers ainda estão no lucro, relatou o bankless. “A falha na recuperação resultará na venda do CRV, o que pode ter sérias implicações nos protocolos de empréstimo”, acrescentou.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedasConfira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

4d198a1c7664cbf9005dfd7c70702e03.png
Anderson Mendes
Formado em Administração de Empresas pela Universidade Positivo, Anderson atua como redator para o BeInCrypto há 2 anos. Escreve sobre as principais notícias do mercado de...
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados