Ver mais

Cuba legaliza o uso de criptomoedas

3 mins
Atualizado por Anderson Mendes

EM RESUMO

  • Cuba emitirá licenças para exchanges de criptomoedas.
  • Se as transferências ultrapassarem mil dólares, a informação referente a esta transação deve ser imediatamente comunicada ao governo.
  • Cuba quer eliminar golpes o risco de golpes cripto como Trust Investing, Mind Capital ou Arbistar.
  • promo

O governo de Cuba autorizou o desempenho de atividades relacionadas a criptomoedas em seu território. O banco central do país (BCC) se comprometeu a entregar licença às empresas que desejam realizar essas atividades até o dia 16 de maio, data em que entrará em vigor a decisão aprovada na terça-feira (26).

Desde o final de 2021 a regulamentação das criptomoedas em Cuba era iminente, como reação devido ao uso existente desses ativos no país. De acordo com alguns cálculos, acredita-se que existam mais de 10.000 usuários ativos usando Bitcoin (BTC) na ilha. No entanto, como muitas pessoas não declaram sua associação, seja difícil verificar o número exato, que pode ser muito maior.

BC de Cuba emitirá licenças para exchanges de criptomoedas

A resolução estabelece os requisitos a serem cumpridos pelos prestadores de serviços de criptomoedas que desejam operar em Cuba. Estes devem apresentar seu pedido de licença ao Banco Central de Cuba, onde um chamado “Grupo Criptográfico” que faz parte da entidade reguladora considerará a “legalidade, oportunidade e interesse socioeconômico da iniciativa, as características do projeto, a responsabilidade dos candidatos e sua experiência no setor.

Por enquanto, as licenças que serão concedidas serão anuais, começando com um ano e depois podendo ser estendidas para dois. Esta curta duração da licença vem “dado o caráter experimental e inovador deste tipo de atividade”, desta forma é possível que haja punições caso a indústria se torne um elemento prejudicial para a sociedade cubana.

O documento afirma que todas as pessoas físicas devem solicitar a licença, tendo ou não permissão em outras jurisdições que não Cuba. No caso dos legais autorizados em outros territórios, por outro lado, segue-se que não a obtêm a priori, mas o texto especifica que “excepcionalmente, por interesse estatal, o Banco Central de Cuba pode conceder uma licença sem cumprir este requisito”.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedas. Confira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.

Cuba buscando evitar lavagem de dinheiro com criptomoedas

Além de promover a indústria cripto por meio da legitimidade institucional baseada em regulamentação favorável, o governo cubano também quer caçar simultaneamente pessoas e empresas que pretendem usar criptomoedas como forma de lavagem de dinheiro. Dessa forma,  a nova regulamentação traria um controle “da prevenção e enfrentamento da lavagem de dinheiro, do financiamento do terrorismo e da proliferação de armas de destruição em massa”.

Uma das medidas estabelecidas pelo atual regulamento será que as empresas devem ser diligentes na transmissão de informações “quando houver suspeita razoável, pelas características dos participantes ou pelas circunstâncias da operação, de que é ilegal”. Em particular, se as transferências excederem mil dólares, a informação deve ser imediata.

Preocupações com golpes cripto

Cuba foi severamente punida por alguns golpes conhecidos em processos judiciais ou com indícios suspeitos.

No exemplo da Arbistar, há um processo aberto e atualmente quase todos os bens da empresa de Tenerife (Espanha) estão apreendidos. A Mind Capital foi denunciada na Espanha e também por seus usuários pela paralisação do capital da empresa. Ambas as empresas foram alertadas pelo Banco Central de Cuba:

“Entre as supostas empresas internacionais que se dedicam a este tipo de atividade e que são promovidas em Cuba estão: MIND CAPITAL, MIRROR TRADING, ARBISTAR, TRUST INVESTING, QUBIT LIFE/QUBIT TECH, X-TORO, entre outras.”

No entanto, o golpe cripto que mais se proliferou em Cuba foi o Trust Investing, onde seu diretor foi preso no país, bem como membros de sua organização.

Devido a essa atividade antiética, as autoridades cubanas desconfiam do real valor que a indústria de criptomoedas tem a oferecer, especialmente em um país com altas taxas de pobreza como Cuba.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

d1d10d5e7cdf60a0e1405996b7589e63.jpg
Daniel Ramirez-Escudero
Daniel tem experiência como scalp trader em futuros no mercado DAX. Grande entusiasta do Bitcoin e das criptomoedas pelo seu significado, geopolítica e seguidor da nova revolução financeira desde o início de 2017, dia a dia aprende mais. De nacionalidade espanhola, embora com enfoque internacional, viveu desde criança em Londres, Bruxelas, Santiago do Chile, Amesterdã, e atualmente alterna entre Madri e Palma de Mallorca. Licenciado em Comunicação Audiovisual e Mestre em Web Design e...
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados