Crítico do Bitcoin diz que moeda está perdendo vantagem sobre concorrentes

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Economista-chefe da Euro Pacific volta a lembrar que domínio do Bitcoin está abaixo dos 40% pela 1ª vez.

  • Peter Schiff , defensor do ouro como reserva de valor , afirma que BTC está menos competitivo.

  • Crítico já admitiu que se pudesse “voltar no tempo” teria comprado Bitcoin.

  • promo

    Deposite 100€ e Negocie 100€, Nada Menos! Negocie CFDs de Cripto Com Zero Comissões na Libertex Negocie agora

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Um dos críticos mais proeminentes do Bitcoin voltou a se manifestar sobre a popularidade da criptomoeda.

Pelo Twitter, o estrategista e economista-chefe da Euro Pacific, Peter Schiff, disse que existem mais de 16 mil criptomoedas alternativas para escolher e o domínio do mercado Bitcoin está abaixo de 40% pela primeira vez desde junho de 2018. Ele afirma que, com um suprimento ilimitado de criptomoedas facilmente criados e com propriedades virtualmente idênticas, o Bitcoin está perdendo sua vantagem competitiva de pioneirismo.

O domínio do mercado do Bitcoin caiu consideravelmente em 2021. A capitalização de mercado da criptomoeda, que costumava representar mais de 70% do valor de todo o mercado de cripto no começo do ano, caiu para cerca de 38%. A enxurrada de criptoativos novos foi o principal motivo para o Bitcoin perder a hegemonia.

Até quem não é familiarizado com mercado financeiro, em algum momento, já ouviu a palavra Bitcoin. Segundo um levantamento da Visibrain, uma plataforma francesa de monitoramento da web e de redes sociais em 2021, 101 milhões de mensagens no Twitter usaram a palavra Bitcoin. O número representa um aumento de 350% em relação ao volume registrado em 2020.

  • Ficou com alguma dúvida? O BeInCrypto possui uma série de artigos para lhe ajudar a entender o universo cripto. Confira!
  • Se quiser ficar atualizado no que acontece de mais importante no espaço cripto, junte-se ao nosso grupo no Telegram!

Segundo a Coinpage, em 2020, a capitalização de mercado do Bitcoin cresceu 95,08%, de US$ 492,51 bilhões para cerca de US$ 960,78 bilhões, após ter ficado acima da marca de US$ 1 trilhão. Da mesma forma, a capitalização de mercado de altcoins tem aumentado, com as mais populares no momento sendo Ethereum (ETH), Solana (SOL) e o memecoin Shiba Inu (SHIB).

Ouro x Bitcoin

No acumulado do ano, o retorno sobre o investimento em ouro caiu 3,71% em comparação com o aumento de 77,64% do Bitcoin e a previsão de analistas desse mercado é de crescimento para o Bitcoin.

O estrategista e economista-chefe da Euro Pacific que diz ajudar os americanos a se prepararem para mudanças na economia global que podem corroer o valor do dólar e dos investimentos baseados em dólares americanos, apesar de defensor do ouro, recentemente admitiu que compraria Bitcoin ‘se pudesse voltar no tempo’

“Se eu pudesse voltar no tempo, eu teria investido em Bitcoin. Eu tinha condições de comprar US$ 100.000 naquela época, mas, mesmo que eu tivesse comprado, não sei quando eu teria vendido. Havia muitas boas oportunidades naqueles tempos que eu poderia ter escolhido”.

Schiff deixou claro que não mudou sua opinião sobre o BTC. Para ele, a criptomoeda carece de valor intrínseco e a alta do preço do ativo não deveria dar a ilusão de que ele possui utilidade. O investidor compara o Bitcoin ao ouro e deixa claro que o metal, por sua vez, possui usos distintos além de reserva de valor e continuará útil independente disso.

No fechamento deste artigo o Bitcoin estava sendo negociado a US$46,873.00 com desvalorizaçao de -4.86 %. Já o contrato futuro para fevereiro de 2022 da onça troy do ouro era cotado a US$ 1,792.10, segundo dados da Bloomberg.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Apaixonada pelo que faz, Aline Fernandes é uma profissional que atua há 20 anos como jornalista. Especializada nas editorias de economia, agronegócio e internacional trabalha na BeINCrypto como editora do site brasileiro. Já passou por quase todas as redações e emissoras do país, incluindo canais setorizados como Globo News, Bloomberg News, Canal Rural e Rádio Estadão/ESPM. Atuou também como correspondente internacional em Nova York e foi setorista de economia dentro do pregão da BM&F Bovespa, hoje B3 - incluindo a cobertura do último pregão viva voz no Brasil. Coordenou um grupo de dez correspondentes em três continentes para decidir as pautas mais relevantes do dia para o telespectador. Já participou de treinamentos e cursos no exterior, passou em zonas de guerra na Cisjordânia, Faixa de Gaza, fronteiras da Síria, Líbano, além da Jordânia e Egito. Atualmente estuda Mídias e Marketing Digital na pós-graduação da ESPM. Acredita no trabalho com ética, excelência, profissionalismo e no bom jornalismo. O futuro é o que estamos realizando agora.

SEGUIR O AUTOR

Negocie CFDs de Cripto com Zero Taxas de Comissão.      

Comece Hoje!

Crypto.com DeFi Wallet - Manage 400+ tokens, earn interest, and more      

Install

Crypto.com DeFi Wallet - Manage 400+ tokens, earn interest, and more      

Install