Ver mais

Cristiano Ronaldo é processado por promover Binance

2 mins
Por David Thomas
Traduzido Aline Fernandes

Um dos maiores astros do futebol mundial, Cristiano Ronaldo está sendo processado por promover a venda de títulos não registados em uma parceria com a Binance

As alegações ocorrem quase um ano após o cinco vezes vencedor da Bola de Ouro promover sua coleção de tokens não fungíveis (NFT), e logo depois que os investidores da FTX processaram as principais ligas esportivas por fecharem os olhos as fraudes.

Movido na Flórida, o processo sugere que os compradores dos NFTs de Cristiano Ronaldo poderiam ter sido incentivados a comprar títulos não registrados por meio de suas promoções na Binance.

Argumenta também que o jogador português deveria ter conhecimento da existência de títulos não registados através da sua própria experiência de investimento ou de aconselhamento externo.

Leia mais: As 10 criptomoedas para investir em janeiro de 2024

Cristiano Ronaldo supostamente causou perdas na Binance

O texto da ação diz que Ronaldo “promoveu, auxiliou e/ou participou ativamente na oferta e venda de valores mobiliários não registrados em coordenação com a Binance”. Os requerentes Michael Sizemore, Mikey Vongdara e Gordon Lewis buscam indenização pelas perdas sofridas quando as autoridades dos EUA começaram a investigar a Binance por evasão fiscal.

A ex-estrela do Manchester United assinou um acordo com a Binance em 2022 para promover NFTs que marcaram sua carreira. Suas coleções estavam disponíveis exclusivamente no mercado Binance NFT, mas foram criticadas por alguns fãs como desesperadas. A Binance concordou recentemente em pagar mais de US$ 4 bilhões em um caso de financiamento ao terrorismo e lavagem de dinheiro.

Em maio, o patrimônio líquido de Ronaldo era estimado em cerca de US$ 500 milhões, conforme o The Sporting News, enquanto seu contrato com o clube saudita Al-Nassr FC lhe rendeu cerca de US$ 220 milhões por ano. A estrela do futebol também ganha dinheiro com sua linha de roupas de marca, CR-7, e diversos acessórios e recomendações.

Cristiano Ronaldo é processado por promover Binance

Jogadores de futebol mais bem pagos | Fonte: Statista

Lionel Messi, que frequentemente disputa com Ronaldo pela supremacia do futebol, causou entusiasmo quando assinou um acordo com a Socios.com para promover fan tokens em 2021. Mais tarde, quando foi para o Inter Miami, vestiu o uniforme com o logotipo da XBTO, uma plataforma de criptomoedas. Até agora, Messi tem conseguido evitar ações judiciais.

Ligas esportivas processadas por envolvimento com FTX

O processo de Ronaldo segue-se a uma série de ações civis contra entidades que supostamente promoveram criptoativos às custas dos investidores. O caso mais recente é um processo que acusa as principais ligas esportivas, incluindo a Major League Baseball e a Fórmula 1, de fechar os olhos às práticas comerciais da FTX.

Os demandantes alegam que as ligas procuraram capitalizar o entusiasmo público em torno dos criptoativos. Nos autos, os advogados afirmam:

“A MLB e muitos outros foram rápidos em entrar no universo cripto com os dois pés quando viram o potencial para dinheiro rápido.”

Ambas as ligas cancelaram suas parcerias com a FTX em 2022, após a falência em novembro. O processo consolidado é Garrison v. Major League Baseball, 23-cv-24479, no Tribunal Distrital dos EUA para o Distrito Sul da Flórida (Miami).

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

aline.jpg
Aline Fernandes
Apaixonada pelo que faz, Aline Fernandes é uma profissional que atua há 20 anos como jornalista. Especializada nas editorias de economia, agronegócio e internacional trabalha na BeINCrypto como editora do site brasileiro. Já passou por quase todas as redações e emissoras do país, incluindo canais setorizados como Globo News, Bloomberg News, Canal Rural, Canal do Boi, SBT, Record e Rádio Estadão/ESPM. Atuou também como correspondente internacional em Nova York e foi setorista de economia...
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados