Ver mais

Correlação entre ETH e BTC abaixo de 50% sinaliza que altseason está chegando

2 mins
Atualizado por Caio Nascimento

EM RESUMO

  • A correlação entre o Ethereum e Bitcoin atinge o menor índice em quase 3 anos
  • Isso demonstra um mercado mais saudável e sinaliza altseason
  • Ripple é a principal criptomoeda valorizada nessa semana, mas não é a única
  • promo

A correlação entre as duas principais criptomoedas do mundo oferece indícios importantes sobre a maturidade do mercado. Quando a correlação entre Ethereum e Bitcoin está alta, é sintoma de um mercado ainda em correção.

Porém, quando a correlação cai, indica um mercado mais ‘saudável’. Historicamente, pode sinalizar também a vinda da altseason. Ou seja, uma temporada de alta das altcoins

E isso já está sendo visto no mercado cripto essa semana. Altcoins como a XRP e XLM, valorizaram mais de 100% nos últimos sete dias, batendo valores que há anos não eram vistos. 

Nesta quarta-feira (25), a correlação entre o ETH e BTC atingiu o menor índice registrado em quase três anos.

De acordo com dados do CoinMetrics, a correlação entre as criptomoedas nos últimos 30 dias caiu para 0.422. Dessa forma, é a primeira vez desde janeiro de 2018 que a correlação fica abaixo de 50%.

Gráfico de correlação entre ETH/BTC. Fonte: CoinMetrics

Bom desempenho do Ethereum

A baixa na correlação entre as criptomoedas reflete no bom desempenho do Ethereum no mercado, o que já foi visto brevemente em 2020.

Entre junho e agosto deste ano, aconteceu a explosão das Finanças Descentralizadas (DeFi). Naquele momento, a correlação chegou a 0.511, porém mesmo assim, não conseguiu descer mais que isso.

Outro fator importante que ajuda na baixa correlação foram as boas notícias que a comunidade Ethereum recebeu ontem (24).

A rede Ethereum 2.0 finalmente alcançou o valor mínimo contrato de depósito. Dessa maneira, está tudo certo para a chegada da atualização prevista para ser lançada na próxima terça-feira, 1º de dezembro.

correlação ETH e BTC

Altseason chegou?

Em uma análise geral das 50 principais criptomoedas do mercado, fica claro o aumento crescente dos preços que a grande maioria dos ativos registraram essa semana.

O primeiro destaque foi o bitcoin, que finalmente quebrou a linha de resistência de US$ 19.000 e no Brasil, já é negociado por R$103 mil nesta quarta-feira (25).

Das altcoins, a Ripple dominou a semana. A terceira maior criptomoeda do mundo já valorizou mais de 200% neste ano, sendo cotada hoje por US$ 0,70.

 O destaque também vai para a criptomoeda XLM, da Stellar que só nesta terça aumentou seu preço em 65%.

Outras altcoins importantes que melhoraram de desempenho nos últimos 7 dias, conforme dados do CoinMarketCap, foram: Cardano (61%),  TRON (39%), Litecoin (22%), EOS (34%) e Dash (40%) e IOTA (50%).

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

photo_saori.jpg
Saori Honorato
Saori Honorato é jornalista e para o BeInCrypto escreve sobre os principais acontecimentos do universo das criptomoedas.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados