Ver mais

Conheça o PFL, novo token de MMA da Chiliz que subiu 425% no lançamento

2 mins
Atualizado por Paulo Alves

EM RESUMO

  • Chiliz entra no mercado de esportes norte-americano, através da Professional Fighters League.
  • Detentores do token PFL poderão decidir luta principal do próximo evento da liga, além de outros benefícios.
  • Companhia pretende criar tokens de franquias em outras ligas e esportes nos EUA e no resto do mundo.
  • promo

O token PFL, da Professional Fighters League (PFL), liga de MMA dos Estados Unidos, abriu nesta sexta-feira (9) as negociações nas plataforma da Chiliz e da Socios.com.

A liga de MMA é a primeira franquia esportiva do país a oferecer um token digital para os seus fãs. A iniciativa já tinha sido anunciada em outubro do ano passado. Entretanto, as negociações foram abertas na plataforma da Chiliz e da Socios.com somente hoje.

Na abertura das negociações, o token era cotado a US$ 2 dólares, mas, somente 15 minutos depois, o ativo já estava sendo negociado acima dos US$8,50, segundo dados do CoinMarketCap. Uma valorização, portanto, de de 425% para os donos do ativo.

Após esse feito, o preço regrediu. Atualmente, o PFL está sendo negociado por aproximadamente US$ 6, valor que ainda indica um possível apoio da comunidade fã do MMA ao ativo digital.

O que é o token PFL

O PFL não será apenas um item colecionável. Segundo os criadores, o token irá proporcionar benefícios para os seus donos, como a possibilidade de impulsionar votações para proporcionar maior engajamento na liga.

A primeira votação acontecerá já nesta sexta-feira. Os detentores do PFL serão convidados a votar na luta que desejam tornar a principal do card regular na estreia da liga, prevista para o dia 23 de abril.

Os donos do token ainda poderão participar de diversas enquetes, e concorrer a brindes e lançamentos de novos produtos ao longo de toda a temporada regular e playoffs da PFL, tudo através do aplicativo da Socios.com.

Além disso, os fãs que possuírem o token terão a chance de concorrer a prêmios bônus, como equipamentos e produtos assinados pelos lutadores da liga.

“Como a liga está constantemente integrando novas tecnologias e inovação, estamos animados para lançar Fã Tokens e fornecer aos 550 milhões de fãs de MMA em todo o mundo oportunidades de envolvimento com o PFL, nossos lutadores e o ação durante a nossa temporada de 2021” – afirmou o CEO da liga, Pete Murray, em comunicado.  

Chiliz no mundo dos esportes

chiliz futebol

O lançamento do PFL é mais um capítulo da crescente influência da Chiliz no mundo dos esportes. A empresa possui grandes planos de expansão para o ano de 2021 em diversos continentes e modalidades esportivas. O Brasil é um dos países no radar.

A Chiliz, que já emitiu tokens em blockchain para gigantes do esporte como FC Barcelona, Juventus e Paris Saint-Germain, anunciou recentemente uma expansão de US$ 50 milhões para alcançar as principais ligas esportivas dos Estados Unidos.

A título de curiosidade, o token PSG, do clube de futebol da capital francesa, chegou a valorizar mais de 60% na última quarta-feira (7). Neste dia, o Paris Saint-German derrotou o Bayern no jogo de ida das quartas de final da Uefa Champions League.

Os detentores desses tipos de tokens podem usufruir de maior interação e até mesmo determinar algumas decisões relacionadas ao seu esporte ou clube favorito. Além disso, existe o apelo emocional de ser considerado um grande fã ao possuir um token do seu time preferido.

Com o novo token PFL, a Professional Fighters League pretende repetir o sucesso do futebol nas artes marciais.

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

4d198a1c7664cbf9005dfd7c70702e03.png
Anderson Mendes
Membro ativo da comunidade de criptoativos e economia em geral, Anderson é formado pela Universidade Positivo, e escreve sobre as principais notícias do mercado. Antes de entrar para a equipe brasileira do BeInCrypto, Anderson liderou projetos relacionados à trading, produção de notícias e conteúdos educacionais relacionados ao mundo cripto no sul do Brasil.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados