Ver mais

Confira 3 criptomoedas que atingiram preços recordes hoje

3 mins
Por Valdrin Tahiri
Traduzido Anderson Mendes

Injective (INJ), SEI e Bitget Token (BGB) renovaram suas máximas históricas nesta terça-feira (19).

Após atingir este feito, estas três criptomoedas continuarão em alta ou entraram em fase de correção?

SEI dispara 50% em dois dias

O SEI subiu gradualmente desde 19 de outubro, quando caiu para uma mínima de US$ 0,10. A tendência de alta se intensificou no final de novembro, levando a até então máxima histórica de US$ 0,32 em 5 de dezembro.

Posteriormente, a altcoin iniciou uma correção significativa. Isso levou a um fundo de US$ 0,22 em 13 de dezembro. Depois, começou outro movimento de alta, atingindo um novo recorde de US$ 0,34 nas últimas 24 horas.

A contagem de ondas mais provável sugere que o SEI completou a primeira e a segunda ondas de um movimento de cinco ondas (branco). A contagem de sub-ondas é dada em preto.

Se a onda três tiver o mesmo comprimento da onda um, a altcoin pode subir mais 35% e atingir a próxima resistência em US$ 0,44. Como a onda três se estende frequentemente, ela pode ter 1,61 vezes o comprimento da onda um, levando a um salto de 75% e um topo de US$ 0,58.

Confira 3 criptomoedas que atingiram preços recordes hoje
Gráfico do SEI no TradingView

Apesar desta previsão de alta, um fechamento abaixo da área de resistência horizontal de US$ 0,30 invalidará o rompimento. Isso pode causar uma queda de 30% para o suporte mais próximo de US$ 0,22.

INJ se aproxima de US$ 40

O INJ está em forte tendência de alta desde o início do ano, acumulando uma valorização de 3.000% ao longo de 2023.

Boa parte dessa alta ocorreu em outubro, com o ativo criando nove candles semanais de alta desde então.

A contagem de ondas sugere que o preço está se aproximando do topo da quinta e última onda. Atualmente, a onda cinco teve 0,618 vezes o comprimento das ondas um e três combinadas. Assim, um topo pode ser alcançado perto de US$ 40,70.

No entanto, um rompimento acima deste nível significará que a onda cinco se estenderá ainda mais. Portanto, a reação à área de US$ 40,70 determinará se o preço atingiu o topo.

Confira 3 criptomoedas que atingiram preços recordes hoje
Gráfico do INJ no TradingView

Se romper esse nível, ele poderá aumentar em 60% e atingir a próxima resistência em US$ 61,50. No entanto, uma queda de 60% para a área de suporte de US$ 17 será esperada se o preço não passar este nível.

Leia mais: 4 criptomoedas que podem atingir novas máximas em julho de 2024

BGB rompe resistências

O BGB subiu gradualmente desde julho de 2022. Desde o início de 2023, seu preço tem lutado para se mover acima da área de resistência horizontal de US$ 0,50.

As rejeições foram combinadas com uma divergência de baixa no Índice de Força Relativa (RSI) semanal (verde). Este é um sinal de fraqueza crescente. No entanto, o rompimento da área de US$ 0,50 em novembro também coincidiu com um rompimento da linha de divergência, aumentando a sua legitimidade.

Hoje, a altcoin um novo preço recorde de US$ 0,70. A alta foi alcançada acima da retração externa de 1,61 de Fibonacci da queda anterior. Uma vez que se moveu acima desta área de resistência, provavelmente aumentará para a próxima resistência em US$ 0,85, o que representaria um salto de 25% em relação ao preço atual.

Confira 3 criptomoedas que atingiram preços recordes hoje
Gráfico do BGB no TradingView

Apesar desta previsão otimista, um fechamento abaixo de US$ 0,65 pode levar a uma queda de 30% para o suporte mais próximo de US$ 0,50.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

4d198a1c7664cbf9005dfd7c70702e03.png
Anderson Mendes
Membro ativo da comunidade de criptoativos e economia em geral, Anderson é formado pela Universidade Positivo, e escreve sobre as principais notícias do mercado. Antes de entrar para a equipe brasileira do BeInCrypto, Anderson liderou projetos relacionados à trading, produção de notícias e conteúdos educacionais relacionados ao mundo cripto no sul do Brasil.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados