Ver mais

Colômbia quer combater corrupção com blockchain

2 mins
Atualizado por Júlia V. Kurtz

EM RESUMO

  • O governo da Colômbia busca soluções de blockchain que beneficiem as políticas públicas no país.
  • A rede blockchain pode fornecer autenticidade, confiabilidade, integridade, usabilidade e interoperabilidade de documentos.
  • O governo pretende garantir a segurança das informações de todos os colombianos e evitar violações da propriedade intelectual de documentos oficiais.
  • promo

O governo da Colômbia, o IDB Lab e Grupo Sabra vão promover soluções de blockchain que ajudem a tornar os processos e procedimentos públicos mais transparentes, para proporcionar maior confiança entre os cidadãos.

O Ministério de Tecnologias da Informação e Comunicações (TIC) da Colômbia assinou um memorando de entendimento com o laboratório de inovação do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID Lab) e com a plataforma de software do Grupo Sabra, para projetar soluções de blockchain que permitam o combate da corrupção no país.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedasConfira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.

O Ministério explicou que vai buscar o desenvolvimento de provas de conceito e pilotos baseados na tecnologia blockchain que melhorem a segurança e protejam as informações. A Agência Nacional de Terras vai participar na primeira fase do projeto.

Fonte: Facebook

A agência buscar implantar uma solução que garanta a rastreabilidade e gestão cripto do armazenamento de arquivos de documentação e suportes do processo de adjudicação de imóveis. O projeto também deve beneficiar a Unidade de Planejamento Agropecuário Rural, por uma solução de monitoramento de preços a nível de país.

A diretora de Governo Digital do Ministério de TIC, Aura Cifuentes, explicou que:

“A utilização desta tecnologia nos dá a possibilidade de reforçar o acesso à informação pública e a utilização de dados abertos por ter bases de dados distribuídas e também gera uma rastreabilidade da gestão e documentos desde a fonte, evitando a manipulação, garantindo a transparência nos processos e evitando o vazamento de informações e o tratamento inadequado dos dados ”.

Colômbia mantém integração maciça de blockchain em programas internos

O Ministério de TIC destacou que o acordo promoverá o intercâmbio de informações teóricas e técnicas para a execução de projetos blockchain e serão realizadas ações conjuntas para validar, iterar e testar soluções para projetos públicos no país.

Ele indicou que a terceira entidade é a Superintendência de Notários e Registros local, identificou o impacto da implementação blockchain na autenticidade, confiabilidade, integridade, usabilidade e interoperabilidade de documentos autenticados e de registro.

A ministra Karen Abudinen explica o projeto da seguinte maneira:

“A mudança para o digital não se trata apenas de digitalizar informações e processos, também é preciso estruturar mecanismos para garantir a segurança da informação a todos os colombianos. Por isso, queremos incentivar o uso de blockchain nas entidades, para tirar o máximo proveito dessa tecnologia e modernizá-la ”.

A Colômbia mantém a adoção massiva da tecnologia blockchain para projetos públicos, e um exemplo disso é o recente anúncio do “Programa Especial de Garantias Unidas pela Colômbia, Grande Empresa”, com o qual oferecerá oportunidades, apoios, incentivos e até empregos, para projetos que ajudem a acelerar o ecossistema blockchain em Bogotá e no país.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

eduardo-venegas.jpg
Eduardo Venegas
Jornalista empreendedor e entusiasta de números, finanças, economia, novas tecnologias e o ecossistema blockchain. Aprendiz constante, amante da música e leitor curioso. Graduado pela UNAM, do México, atuou como jornalista na mídia tradicional por mais de uma década e atualmente divide seu tempo entre escrever sobre criptoeconomia e seus próprios projetos.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados