Ver mais

Coinbase supera as expectativas de Wall Street, enquanto os insiders vendem

3 mins
Traduzido Aline Fernandes

EM RESUMO

  • Coinbase ganha US$ 1,18 bilhão e supera previsões de Wall Street.
  • Vendas internas da Coinbase atingiram US$ 383 milhões, o maior valor desde IPO.
  • As ações subiram 32% no acumulado do ano, apesar da correção do mercado cripto de abril.
  • promo

A Coinbase, principal exchange de criptomoedas dos EUA, superou significativamente as previsões de Wall Street. A empresa relatou um lucro líquido de US$ 1,18 bilhão, ou US$ 4,40 por ação, no primeiro trimestre de 2024.

Essa conquista notável contrasta com o prejuízo do ano anterior de US$ 78,9 milhões, ou 34 centavos de dólar por ação. Ainda assim, notadamente, este trimestre marca o primeiro lucro da empresa em dois anos, um marco revelado em fevereiro.

Coinbase lança relatório do primeiro trimestre de 2024

O lucro líquido substancial inclui um ganho de US$ 650 milhões em criptoativos. Portanto, esse ganho segue a adoção de padrões contábeis atualizados pela Coinbase.

A receita total aumentou 72%, trimestre a trimestre, atingindo US $ 1.6 bilhão. A receita de transações com consumidores subiu para US$ 935 milhões, dobrando em relação ao ano anterior. Além disso, a receita de assinaturas e serviços desempenhou um papel significativo, contribuindo com US$ 511 milhões no trimestre.

“Fizemos um progresso significativo em relação às nossas prioridades para 2024 de aumentar a receita, a utilidade e a clareza regulatória. Nossa participação no mercado à vista e de derivativos dos EUA aumentou, atingimos recordes históricos no Coinbase Prime e a capitalização de mercado do USDC aumentou. A adoção do Coinbase One continua forte, e nossos negócios internacionais contribuíram mais para nosso crescimento”, escreveu a Coinbase.

Leia mais: Coinbase – conheça uma das maiores exchanges do mundo

Desempenho da Coinbase está ligado ao mercado cripto

O desempenho das ações da Coinbase acima de tudo está ligado às flutuações do mercado cripto, especialmente do Bitcoin. Em março, o Bitcoin atingiu um novo recorde de mais de US$ 73.000.

Ao mesmo tempo, a Ethereum, a segunda maior cripto, passou pela atualização Dencun, seu primeiro grande aprimoramento de rede em mais de um ano. Esses desenvolvimentos levaram a um aumento significativo nos volumes de trading na plataforma da Coinbase.

Além disso, o setor cripto tem visto um influxo significativo de investidores institucionais. Essa tendência seguiu a aprovação pela SEC de vários ETFs de Bitcoin à vista nos EUA, muitos deles com a Coinbase como parceira de custódia. No final do trimestre, esses fundos haviam acumulado mais de US$ 50 bilhões em entradas.

Após esses fortes ganhos, as ações da Coinbase subiram quase 9% na quinta-feira, antes da publicação do relatório, e aumentaram aproximadamente 32% no acumulado do ano. No entanto, as ações continuam em queda de mais de 14,5% desde abril.

Desempenho de preço da Coinbase (COIN)
Desempenho de preço da Coinbase (COIN). Fonte: TradingView

Queda generalizada do merco cripto pesa

Isso se deve à correção do mercado cripto que ocorreu em abril. O Bitcoin caiu 16%, enquanto algumas altcoins registraram uma correção de mais de 50% em relação aos seus máximos locais.

Os analistas, incluindo John Todaro, da Needham & Co, expressam preocupações sobre o desempenho da empresa no segundo trimestre.

“O segundo trimestre está se mostrando mais fraco do que o primeiro trimestre, e a recente retração dos preços das criptomoedas tem o potencial de anular completamente os ganhos dos usuários de varejo que vimos”, disse Todaro.

Além disso, a Coinbase enfrenta desafios contínuos. A empresa está envolvida em uma batalha legal com a SEC, que um juiz determinou que pode prosseguir para um julgamento com júri. Esse processo alega que a Coinbase se envolveu em vendas de títulos não registrados.

Assim, a atividade de insiders na Coinbase tem atraído considerável atenção.

Conforme a CNBC, durante o primeiro trimestre, os insiders, incluindo quatro membros do C-suite, venderam coletivamente US$ 383 milhões em ações da empresa. Esse valor é mais do que o dobro do trimestre anterior e o maior desde a estreia da Coinbase na Nasdaq em 2021.

Fred Ehrsam, cofundador e membro do conselho, foi o maior vendedor, obtendo US$ 129 milhões com suas ações. Esse nível significativo de vendas com informações privilegiadas pode indicar mudanças estratégicas dentro da empresa, mesmo com a Coinbase navegando no que poderia ser um segundo trimestre desafiador.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

aline.jpg
Aline Fernandes
Aline Fernandes atua há 20 anos como jornalista. Especializada nas editorias de economia, agronegócio e internacional trabalha na BeINCrypto como editora do site brasileiro. Já passou por diversas redações e emissoras do país, incluindo canais setorizados como Globo News, Bloomberg News, Canal Rural, Canal do Boi, SBT, Record e Rádio Estadão/ESPM. Atuou também como correspondente internacional em Nova York e foi setorista de economia dentro do pregão da BM&F Bovespa, hoje B3 -...
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados