Ver mais

Coinbase ajusta serviços na Índia em meio a Cúpula do G20

3 mins
Por Shraddha Sharma
Traduzido Aline Fernandes

EM RESUMO

  • A Coinbase está supostamente implementando mudanças significativas em seus serviços indianos em meio a Cúpula do G20.
  • Relatórios afirmam que a Coinbase estava aconselhando os usuários indianos a retirar seus fundos até 25 de setembro, antes de encerrar.
  • A exchange listada na Nasdaq pode estar restringindo as regras para todos os clientes, em vez de encerrar as operações indianas.
  • promo

A exchange de criptomoedas Coinbase fez mudanças significativas em suas ofertas aos clientes, de acordo com relatórios recentes. Techcrunch citou uma comunicação recente por e-mail onde a Coinbase anunciou sua intenção de descontinuar todos os serviços de câmbio para clientes indianos após 25 de setembro.

O relatório surgiu em meio a Cúpula do G20 sob a presidência da Índia.

Leia mais: 4 criptomoedas que podem atingir novas máximas em julho de 2024

Coinbase fará alterações nas ofertas dos clientes em meio as dificuldades na Índia

Um relatório recente da Techcrunch observou que a Coinbase aconselhou os clientes indianos a retirar quaisquer fundos de suas contas antes da data limite de 25 de setembro.

Pareceres anteriores afirmaram que a Coinbase está saindo da Índia em meio a dificuldades regulatórias. Mas, a exchange pode estar apenas restringindo as regras para todos os clientes.  

Outros usuários, no entanto, afirmam nunca ter recebido tal notificação. Parece que o e-mail foi enviado apenas para alguns titulares de contas que violaram os padrões atualizados durante uma revisão de rotina do sistema.

Isso significa que a Coinbase tem como alvo apenas contas de usuários que não atendem às regras atualizadas. O e-mail enfatizou ainda que esta mudança não afeta o acesso dos clientes aos serviços Coinbase Cloud.

A Coinbase estreou no mercado indiano no ano passado. Mas os desafios locais prejudicaram a batalha de 18 meses da exchange para estabelecer uma presença forte na Índia.

Pouco depois do lançamento da Coinbase India em abril de 2022, o suporte UPI na plataforma foi suspenso. O CEO da Coinbase, Brian Armstrong, revelou mais tarde que a decisão de interromper as operações comerciais na Índia foi impulsionada pela “pressão informal” do banco central do país em uma teleconferência de resultados do primeiro trimestre.

A Corporação Nacional de Pagamentos da Índia (NPCI) também declarou sua falta de conhecimento de qualquer exchange de criptoativos usando seu sistema de pagamento instantâneo. Segundo relatos, os desafios levaram à saída de executivos importantes, incluindo o Diretor Sênior de Expansão de Mercado, Durgesh Kaushik.

Cúpula do G20 decide direção para criptoativos

Estes desenvolvimentos estão a desenrolar-se no contexto da Reunião de cúpula do G20 na Índia. O país, que atualmente ocupa a presidência da Cúpula do grupo das maiores economias do globo, pretende buscar consenso sobre as recomendações sobre criptomoedas descritas em um documento político. 

A Ministra das Finanças da Índia, Nirmala Sitharaman, indicou que uma estrutura global para a regulamentação de criptoativos está em andamento.

Após a reunião do G20, é claro que a Índia ainda avalia as recomendações apresentadas num documento da autoria de duas agências globais. Ajay Seth, Secretário do Departamento de Assuntos Econômicos, confirmou que o documento do Fundo Monetário Internacional (FMI) e do Conselho de Estabilidade Financeira (FSB), que delineou um roteiro para regular criptoativos e integrar ativos digitais no sistema financeiro, está sendo estudado.

A Índia tem sido consistentemente bem classificada em propriedade e uso de criptoativos. Fonte: Statista/The Wire

Durante uma entrevista, Gita Gopinath, vice-diretora-gerente do FMI, expressou apreensão em torno das abordagens divergentes dos países em relação à criptomoeda. Embora reconhecendo a necessidade de medidas regulatórias personalizadas, Gopinath destacou os padrões gerais de criptoativos para as nações.

Entretanto, os líderes dos países do G-20 emitiram apelo conjunto a um quadro rápido.

Notas da declaração de consenso do G20,

“Pedimos a rápida implementação do Crypto-Asset Reporting Framework (CARF) e alterações ao CRS [Common Reporting Standard]. Pedimos ao Fórum Global sobre Transparência e Troca de Informações para Fins Fiscais que identifique um cronograma apropriado e coordenado para iniciar as trocas pelas jurisdições relevantes.”

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedas. Confira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

aline.jpg
Aline Fernandes
Aline Fernandes atua há 20 anos como jornalista. Especializada nas editorias de economia, agronegócio e internacional trabalha na BeINCrypto como editora do site brasileiro. Já passou por diversas redações e emissoras do país, incluindo canais setorizados como Globo News, Bloomberg News, Canal Rural, Canal do Boi, SBT, Record e Rádio Estadão/ESPM. Atuou também como correspondente internacional em Nova York e foi setorista de economia dentro do pregão da BM&F Bovespa, hoje B3 -...
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados