Cofundador do Ethereum descarta fork PoW após o The Merge

Atualizado por Anderson Mendes
EM RESUMO
  • Vitalik Buterin está descrente de que uma versão PoW do Ethereum tenha sucesso após o The Merge.
  • Mineradores da rede não querem mudar para PoS.
  • Apenas “um par de forasteiros que basicamente têm exchanges e, principalmente, querem ganhar dinheiro rápido” irão apoiar essa ideia, segundo o cofundador do Ethereum.
  • promo

    Comece agora a ganhar até 8% anuais com o novo programa de Staking da Stormgain!Entre hoje no nosso Telegram!

Para Vitalik Buterin, um fork que crie uma versão do Ethereum (ETH) que continue operando com o modelo Prova de Trabalho (PoW) após o The Merge possui poucas chances de ter sucesso.

O The Merge, evento onde a blockchain do Ethereum irá adotar integralmente o mecanismo de consenso de Prova de Participação (PoS) continua dando o que falar. A fusão da rede principal do ativo com a Beacon Chain é aguardada com grande expectativa por boa parte da comunidade da segunda maior criptomoeda do mundo. Porém, nem todos parecem felizes com a chegada da versão 2.0 da rede.

Entre os mais insatisfeitos estão os mineradores, que verão suas atividades e poderio computacional serem inutilizados quando o Ethereum abandonar o método PoW. Devido a isso, Chandler Guo, figura conhecida na indústria da mineração cripto, sugeriu a criação de um novo fork que criasse uma rede “ETH PoW”, onde os mineradores poderiam continuar desempenhado suas atividades ao “ignorar” as mudanças trazidas com o The Merge.

Vale destacar que Guo esteve envolvido no evento que dividiu o Ethereum entre a sua rede atual e o Ethereum Classic (ETC) em 2016.

  • Ficou com alguma dúvida? O Be[in]Crypto possui uma série de artigos para lhe ajudar a entender o universo cripto. Confira!
  • Se quiser ficar atualizado no que acontece de mais importante no espaço cripto, junte-se ao nosso grupo no Telegram!

Vitalik Buterin não leva fork PoW a sério

Apesar da sugestão do minerador chinês ganhar força entre os seus pares, com muitos apoiando a criação do novo fork, Vitalik Buterin segue descrente de que a solução será adotada em larga escala. Durante sua participação no ETHSeoul na última sexta-feira (5), o jovem desenvolvedor comentou que apenas “um par de forasteiros que basicamente têm exchanges e, principalmente, querem ganhar dinheiro rápido” irão apoiar essa ideia.

O cofundador do Ethereum ainda comenta que por mais que o projeto saia do papel, ele dificilmente terá uma forte adoção no longo prazo. No entanto, Buterin não descarta a possibilidade de que uma divisão na rede aconteça, chegando a torcer para que investidores não percam suas economias ao investir no possível novo token que o fork gere.

De fato, apesar de algumas exchanges estarem oferecendo produtos que estipulem o preço de uma possível nova criptomoeda, boa parte da comunidade cripto não vê sentido em adotar uma nova rede ETH PoW. Em comunicado, a Chailink Labs anunciou que não ofereceria suporte de seus oráculos descentralizados na possível nova rede.

No geral, o mercado segue otimista com as melhorias que o método PoS pode trazer para o Ethereum, o que culminou numa nova tendência de alta no token nativo da rede. No fechamento da matéria, o ETH era negociado a US$ 1.765, com alta de 3,5% nas últimas 24 horas.  O ativo acumula uma valorização de cerca de 50% desde que a data para a implementação do PoS em sua rede foi divulgada.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.