Ver mais

Chainlink adiciona suporte para mais blockchains – LINK pode voltar a subir?

2 mins
Atualizado por Júlia V. Kurtz

EM RESUMO

  • O CCIP da Chainlink agora suporta 9 blockchains.
  • A LINK está buscando reverter a sua tendência de baixa.
  • O CCIP registrou um aumento de 900% nas transações, aprimorando os aplicativos descentralizados.
  • promo

A Chainlink concretizou um marco significativo na interoperabilidade blockchain com seu Cross-Chain Interoperability Protocol (CCIP), que agora suporta uma gama mais ampla de redes.

De acordo com um comunicado de imprensa enviado ao BeInCrypto, a Chainlink expandiu o alcance do CCIP para incluir nove blockchains proeminentes. A lista inclui, por exemplo, Arbitrum, Avalanche, Base, BNB Chain, Ethereum, Kroma, Optimism, Polygon e WEMIX.

A disponibilidade geral do protocolo permite que os desenvolvedores transfiram tokens e enviem mensagens para contratos inteligentes em diferentes blockchains. Ele também permite que os desenvolvedores executem transferências de tokens programáveis.

Ou seja, esses recursos facilitam uma troca perfeita de dados e valores. Esse aprimoramento melhora significativamente a eficiência e o escopo dos aplicativos descentralizados.

Leia mais: 7 razões para investir em Chainlink (LINK) em abril de 2024

O cofundador da Chainlink, Sergey Nazarov,destacou a crescente adoção do CCIP:

“A disponibilidade geral do CCIP na mainnet é algo que torna ainda mais fácil para os desenvolvedores adotarem rapidamente o CCIP como um mecanismo seguro para conectividade entre cadeias”, disse Nazarov ao BeInCrypto.

Taxas cumulativas cobradas pelo CCIP. Fonte: Duna

Além disso, a introdução de novos recursos, como o aplicativo de ponte Transporter e recursos aprimorados de transferência de tokens, impulsionou o crescimento do CCIP. Apenas no primeiro trimestre de 2024, o protocolo registrou um aumento de mais de 900% nas transações entre cadeias e um notável aumento de 4.000% no volume de transferências em comparação com o trimestre anterior.

De fato, a expansão do CCIP é fundamental para a criação de mercados interconectados para ativos do mundo real (RWA) tokenizados. Como parte da plataforma Chainlink em geral, o CCIP fornece dados essenciais e recursos computacionais necessários para o funcionamento dos mercados de ativos tokenizados.

Previsão de preço

Apesar desses avanços tecnológicos e da crescente adoção, o token nativo da Chainlink segue em tendência de baixa, perdendo 3,2% do seu valor no dia, segundo o CoinGecko. A análise do gráfico diário mostra que a LINK não foi capaz de formar candles acima da média móvel exponencial (EMA) de 200 dias – importante nível de suporte que foi transformado em resistência em 13 de abril.

Além disso, a altcoin formou um topo no nível de retração de 0,618 de Fibonacci na queda anterior, o que mostra que o último salto foi apenas um movimento corretivo, com a tendência de baixa devendo prevalecer agora.

Gráfico da LINK no TradingView

Nesse caso, o preço deve seguir em queda para testar o último fundo, em US$ 11,75. Isso representaria uma desvalorização de mais de 20%.

Por outro lado, se houver uma reviravolta e a LINK voltar a subir e formar candles acima de US$ 16, seu preço pode buscar novos topos acima de US$ 18,63, o que representaria um salto de mais de 25% frente o preço atual.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

4d198a1c7664cbf9005dfd7c70702e03.png
Anderson Mendes
Membro ativo da comunidade de criptoativos e economia em geral, Anderson é formado pela Universidade Positivo, e escreve sobre as principais notícias do mercado. Antes de entrar para a equipe brasileira do BeInCrypto, Anderson liderou projetos relacionados à trading, produção de notícias e conteúdos educacionais relacionados ao mundo cripto no sul do Brasil.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados