Ver mais

CEOs de empresas de games acreditam que metaverso deve se concentrar em diversão

2 mins
Por Nicholas Pongratz
Traduzido Anderson Mendes

EM RESUMO

  • O CEO da Microsoft Games disse que os usuários não querem gastar tempo em um “metaverso que parece uma sala de reuniões”.
  • Os chefes de outras empresas populares de videogames também enfatizaram a necessidade de espaços virtuais imersivos para serem divertidos.
  • A plataforma Blockchain Zilliqa lançará um console de videogame baseado em Web3 no próximo ano.
  • promo

As empresas de videogames acreditam que o metaverso deveria ser um lugar onde as pessoas vão para se divertir, não para trabalhar.

O CEO da Microsoft Gaming, Phil Spencer, deu esse ponto de vista quando perguntado sobre o metaverso na conferência WSJ Tech Live. Embora vagamente entendido como um ambiente virtual compartilhado e imersivo, o metaverso projetado pela Meta Platforms passou a dominar o discurso atual em torno deste novo mercado.

Até o momento, as pessoas não ficaram impressionadas com os gráficos abaixo da média e a novidade limitada do Horizon Worlds, sem mencionar seus espaços de trabalho virtuais.

Spencer iguala essa oferta como “um videogame mal construído”, onde os usuários naturalmente hesitariam em gastar qualquer tempo. Ele disse que os desenvolvedores de videogames têm a capacidade notável de construir espaços digitais atraentes que atraem as pessoas. Consequentemente, ele pergunta por que os consumidores gostariam de participar de “um metaverso que parece uma sala de reuniões”.

Entretenimento deve ser o foco do metaverso

Apesar da visão inicial da Meta para o metaverso, o conceito ainda está em seus estágios iniciais e continua intrigante. O presidente da gigante japonesa de jogos Nintendo, Shuntaro Furukawa, disse isso em uma entrevista no início deste ano.

O lançamento da empresa Animal Crossing: New Horizons foi apontado como já incorporando elementos do metaverso. Na versão mais recente da série, os jogadores podem colaborar para completar uma série de tarefas domésticas em um ambiente compartilhado.

Além desse aspecto, no entanto, Furukawa disse que a Nintendo não tem planos imediatos para desenvolver sua estratégia de metaverso. Isso mudaria, disse ele, se a empresa, conhecida por seus designs de jogos simples e intuitivos, encontrasse uma maneira de dar seu próprio toque em uma oferta de metaverso. “Como uma empresa que fornece entretenimento, nossa principal ênfase está em maneiras de oferecer novas surpresas e diversão aos nossos consumidores”, disse ele.

O CEO da Sony, por trás das plataformas de jogos PlayStation, também enfatizou o entretenimento como o ponto focal para o desenvolvimento. “Embora existam metaversos centrados em áreas como comunicação e transações baseadas em blockchain/NFT, como uma empresa de entretenimento criativo, a primeira prioridade da Sony é criar um metaverso em torno do entretenimento”, disse Kenichiro Yoshida.

Yoshida também reconheceu que o conglomerado empresarial, com suas diversas ofertas tecnológicas, está em uma posição privilegiada para contribuir com o desenvolvimento do metaverso. Além de sua renderização em CG em tempo real, ele também se referiu aos avanços que estava fazendo em VR/AR.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedasConfira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.

Sempre melhorando

Uma plataforma já começou a adotar uma abordagem orientada a jogos para o metaverso. A Blockchain Zilliqa disse que lançaria um console e hub de jogos focados na Web3 no próximo ano. O console integraria elementos da nova onda da web, como carteiras de criptomoedas e mineração. Ele também pretende permitir que os jogadores ganhem criptomoedas ao completar missões nos jogos.

Fonte: Zilliqa Console

À luz dessas abordagens, é improvável que a visão da Meta continue sendo a perspectiva popular por muito tempo. Até mesmo Spencer, da Microsoft, acredita que os videogames desempenharão um papel de liderança em como o metaverso se desenrola. “Vai acabar parecendo muito mais com videogames do que alguns dos modelos que vejo para o metaverso hoje”, disse ele.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

4d198a1c7664cbf9005dfd7c70702e03.png
Anderson Mendes
Membro ativo da comunidade de criptoativos e economia em geral, Anderson é formado pela Universidade Positivo, e escreve sobre as principais notícias do mercado. Antes de entrar para a equipe brasileira do BeInCrypto, Anderson liderou projetos relacionados à trading, produção de notícias e conteúdos educacionais relacionados ao mundo cripto no sul do Brasil.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados