CEO da Coinbase é criticado por sugerir que a indústria cripto está saindo dos EUA

EM RESUMO
  • O CEO da Coinbase, Brian Armstrong, mirou na “regulamentação por imposição” forçando a indústria a deixar os Estados Unidos.
  • Embora Armstrong não tenha mencionado nenhuma agência específica, seus comentários parecem direcionados à SEC.
  • O argumento de Armstrong trouxe críticas de vários setores.
  • promo

    Análises técnicas e insights do mercado por traders em nosso canal do Telegram!Junte-se a nós!

O CEO da Coinbase, Brian Armstrong, sugeriu que a regulamentação por imposição está forçando a indústria a se deslocar dos EUA para o exterior, mas seus comentários agitaram a comunidade de criptomoedas.

Os comentários de Armstrong vieram em um tópico no Twitter publicado nesta terça-feira (20), no qual o fundador da maior exchange dos EUA criticou o atual clima político e regulatório do país. Isso foi o suficiente para desencadear a raiva de vários setores. 

EUA sendo deixados para trás

Nos últimos anos, a indústria de fabricação de tecnologia local se viu em segundo plano para rivais na Ásia, incluindo China, Taiwan e Coreia do Sul. Armstrong vê um paralelo acontecendo no setor de criptomoedas. Segundo ele, os EUA correm o risco de serem abandonados e enfraquecidos devido à regulamentação autoritária.

“Um dos argumentos políticos mais fortes para a criptomoeda é que é uma questão de segurança nacional . Os EUA perderam semicondutores e 5G, que agora são amplamente fabricados no exterior”, disse Armstrong. “O país não pode se dar ao luxo de ter as criptomoedas indo para o exterior também.”

De acordo com o chefe da Coinbase, “a regulamentação por imposição da lei tem um efeito assustadoramente terrível” e “já vimos uma enorme quantidade de talentos em criptomoedas, emissores de ativos e startups irem para o exterior”.

Armstrong não ofereceu exemplos específicos para apoiar suas alegações, e ao quê ou a quem ele estava se referindo ainda não ficou claro. Dito isso, sua referência à criptomoeda “além das fronteiras americanas chamou a atenção de vários usuários do Twitter.

Como um usuário do Twitter questionou: “O objetivo das criptomoedas não é ser livre de regulamentação, livre de limites de país, sistemas de pagamento para o mundo, não importa quem você é ou de onde você é?”

Outro acrescentou : “As criptomoedas não devem ser limitadas por fronteiras geopolíticas”.

Embora esses ideais possam ser amplamente compartilhados na comunidade cripto, a realidade das exchanges centralizadas e da Armstrong é que elas precisam estar sediadas em algum lugar, e a Coinbase está sediada nos EUA.

  • Ficou com alguma dúvida? O Be[in]Crypto possui uma série de artigos para lhe ajudar a entender o universo cripto. Confira!
  • Se quiser ficar atualizado no que acontece de mais importante no espaço cripto, junte-se ao nosso grupo no Telegram!

A política da Coinbase

A Coinbase é uma organização cada vez mais política. Como o Be[In]Crypto relatou na semana passada, a empresa criou um sistema de pontuação para estimar o sentimento de criptomoeda, tanto positivo quanto negativo, de vários funcionários dos EUA.

Embora o sistema de pontuação esteja limitado aos EUA por enquanto, a empresa espera implantar seu esquema piloto em outras jurisdições ao longo do tempo.

Em entrevista à CNBC no mês passado, Armstrong disse que prevê um futuro em que todas as empresas do mundo estarão relacionadas à em criptomoedas. Para chegar lá, a Coinbase pretende jogar bola com os reguladores.

“Queremos ser o produto mais compatível, mais regulamentado e mais confiável do mercado”, disse Armstrong.

Apesar disso, fica claro que o CEO está frustrado com certas seções do sistema regulatório dos EUA. Sem citar nomes, sua alusão à “regulamentação pela imposição” sugere que a altamente litigiosa Securities and Exchange Commission (SEC) é o alvo de seus comentários recentes.

Fãs da XRP também estão insatisfeitos

Os fãs do Ripple (XRP) estavam entre os que responderam à intervenção mais recente de Armstrong, exigindo saber quando seu ativo favorito retornaria à exchange. A negociação de XRP está suspensa na Coinbase desde janeiro de 2021, graças a uma investigação em andamento pela SEC.

Como os usuários da XRP veem, se alguma vez houve um excelente exemplo de “regulamentação por imposição” arrogante, a Ripple é vítima disso.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.