Ver mais

BNB Chain, Lido e Investimento em criptomoedas nas notícias da manhã – Bom Dia, Cripto!

2 mins
Atualizado por Thiago Barboza

EM RESUMO

  • A BNB Chain agora é compatível com tokens de staked Ethereum (stETH) da Lido.
  • Com isso, protocolos DeFi na blockchain poderão integrar serviços com o token.
  • Um investidor dá dicas de como descobrir projetos que podem valorizar no mercado de alta.
  • promo

Bom dia, usuários de criptomoedas! O mercado cripto continua ganhando fôlego e novas oportunidades. Para saber as boas notícias que alegraram o setor, confira estas notícias que o BeInCrypto separou para você!

Leia mais: 4 criptomoedas que podem atingir novas máximas em julho de 2024

BNB Chain agora é compatível com wstETH da Lido

A BNB Chain ganhou compatibilidade com o wrapped staked Ether (wstETH) da plataforma de staking Lido através de uma integração com o LayerZero.

A Lido é famosa por ser o protocolo de staking com o maior valor total trancado (TVL) do mercado DeFi. A plataforma fornece tokens staked Ether (stETH) para usuários que fazem stake de Ethereum (ETH).

Com a integração, o stETH passa a ser compatível com a BNB Chain. Isto foi possível graças ao protocolo de infraestrutura LayerZero, que trouxe o wstETH para a blockchain.

Graças à integração, os usuários poderão usar o token em outros protocolos DeFi que são nativos da BNB Chain. Ou seja, esses projetos poderão criar opções para integrar o wstETH em seus serviços.

“Nós estamos felizes em receber a Lido, um dos protocolos mais populares da indústria, no ecossistema da BNB Chain atráves da infraestrutura de brige da LayerZero. Ao introduzir o wstETH nativo no BNB, nós criamos maior acessibilidade e descentralização para nossos usuários”, disse a equipe da BNB Chain.

Como se dar bem no mercado de alta? Investidor explica

O investidor Miles Deutscher recomenda que investidores monitores apps como Telegram e Discord em busca de novos projetos com a proximidade do mercado de alta.

Com isso, eles podem se preparar para aproveitar novas oportunidades.

“Agora que as condições estão se tornando mais favoráveis, espera-se um aumento de boas notícias. Isso terá um efeito positivo em muitas altcoins e vai criar oportunidades de trading”, diz.

Telegram e Discord são apps relacionados a bots de trading de criptomoedas que ajudam iniciantes a planejar estratégias. Entretanto, nem todos são confiáveis.

A iminência de um mercado de alta deixou a comunidade cripto entusiasmada. Um dos marcos importantes para isso é o preço do Bitcoin (BTC), que atingiu US$ 35.000 no início da semana devido a notícias relacionadas ao ETF spot da Blackrock.

Embora o fôlego da novidade tenha sido breve, o preço da criptomoeda sustentou a maior parte da alta e, quando este artigo era escrito, era negociada a US$ 34.600, conforme dados do CoinMarketCap.

O entusiasmo contaminou outros nomes proeminentes do setor, com o cofundador da BitMEX, Arthur Rayes, que acredita que o BTC vai atingir US$ 1 milhão em 2026.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedas. Confira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

Julia.png
Júlia V. Kurtz
Editora do BeInCrypto Brasil, a jornalista é especializada em dados e participa ativamente da comunidade de Criptoativos, Web3 e NFTs. Formada pelo Knight Center for Journalism in the Americas da Universidade do Texas, possui mais de 10 anos de experiência na cobertura de tecnologia, tendo passado por veículos como Globo, Gazeta do Povo e UOL.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados