Ver mais

Bitcoin (BTC) mira resistência, ADA sobe 20% e AXS dispara 60% para novo recorde

2 mins
Atualizado por Paulo Alves

EM RESUMO

  • Bitcoin deve tentar subir até US$ 47.000 em breve.
  • AXS dispara 60% e faz nova máxima de US$ 74; ADA sobe quase 20%.
  • BTC poderá recuar após chegar a resistência, alerta analista.
  • promo

O Bitcoin (BTC) amanhece nesta quarta-feira (11) negociado a acima dos US$ 46.000 em nova tentativa de superar os US$ 47.000.

O BTC ronda a faixa de US$ 45.671 e US$ 46.262 desde que subiu dos US$ 43.000 na segunda-feira (9). Após leve recuo ontem, o preço segue estável e é cotado a US$ 46.106 nesta manhã.

Por outro lado, a estabilidade do Bitcoin abriu espaço para um forte rali de altcoins desde ontem, e que se intensificou durante a madrugada.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedasConfira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.

Axie Infinity dispara 60% e faz novo recorde

O destaque foi novamente o AXS, token de governança do Axie Infinity. Após seguidas altas no mês de julho e uma importante atualização nesta semana, o ativo registrou outra disparada e alcançou uma valorização de 60% em 24 horas, para a nova máxima histórica de US$ 74. Com isso, a moeda já acumula alta de 268,7% em apenas 30 dias.

Logo na sequência vêm três criptomoedas com alta de outros 25% no dia: a Ravencoin (RVN), que já vinha subindo ontem, cotada a US$ 0,167377; a Holo (HOT), negociada no momento a US$ 0,01120898; e a Helium (HNT), que vinha registrando perdas e volta ao patamar de US$ 18,06.

A Cardano (ADA) também é destaque após avançar quase 20%, para US$ 1,77, seguida da Terra (LUNA), com ganho de 16,7% para US$ 16,91. Além disso, BitTorrent (BTT), Polygon (MATIC) e Kusama (KSM) avançam entre 13% e 14% nas últimas 24 horas.

Por ora, apenas três tokens apresentam queda entre as 100 com maior valor de mercado: Internet Computer (ICP), BitClout (CLOUT) e Voyager Token (VGX), com recuos entre 1% e 6%.

O que esperar do Bitcoin

Segundo o analista Valdrin Tahiri, o BTC negocia com confiança no momento e deve mesmo testar a resistência próximo de US$ 47.000 em breve – mais especificamente, entre US$ 46.800 e US$ 47.800.

BTC prepara teste de resistência próxima de US$ 47.000.

Se o preço subir e se estabilizar neste nível, a criptomoeda daria forte indício de que este nível seria um longo caminho para indicar que a tendência ainda é de alta.

O caminho até lá, no entanto, não deverá ser fácil. O gráfico de seis horas mostra múltiplas divergências de baixa, padrões técnicos que indicam fraqueza no impulso de alta.

BTC poderá cair após chegar próximo de US$ 47.000.

Para o analista, os dados mostram que a zona de US$ 46.800 e US$ 47.800, no final das contas, poderá ser um topo local do movimento.

Se isso se confirmar, o Bitcoin poderia voltar a cair para níveis de suporte em US$ 39.900 e US$ 37.770 antes de preparar uma nova subida.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

d5d468215717a9856e67059bb80b21e2?s=120&d=mm&r=g
Paulo Alves
Sou jornalista e especialista, pela USP-SP, em Comunicação Digital. Já trabalhei em rádio e impresso, mas boa parte da minha experiência vem do online. Colaborei entre 2013 e 2021 com o Grupo Globo na área de tecnologia, onde já cobri assuntos diversos da área, de lançamentos de produtos aos principais ataques hackers dos últimos anos. Também já prestei consultoria em projetos do Banco Mundial e da ONU, entre outras instituições com foco em pesquisa científica. Entrei no mundo das...
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados