Ver mais

Binance Smart Chain ganha queima automática de tokens

2 mins
Atualizado por Júlia V. Kurtz

EM RESUMO

  • A Binance Smart Chain lançou o BEP-95, que integra um mecanismo de queima autormática de Binance Coin (BNB) em sua rede.
  • Governança da Binance Smart Chain decidiu por queimar 10% dos montantes de BNB oriundos de taxas.
  • Com isso, a rede pretende se tornar ainda mais descentralizada, além de aumentar ainda mais a deflação ocorrida na BNB.
  • promo

A Binance Smart Chain lançou o BEP-95, que integra um mecanismo de queima autormática de Binance Coin (BNB) em sua rede.

Com o BEP-95, uma proporção fixa de tokens BNB cobrados como taxas pelos validadores da Binance Smart Chain (BSC) será queimado em cada bloco da rede.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedasConfira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.

Conforme informado na terça-feira (30), a porcentagem de queima dessas taxas está atualmente em 10%, sendo ajustável pela governança da BSC. Com isso, a rede pretende se tornar ainda mais descentralizada, além de aumentar ainda mais a deflação ocorrida na BNB.

BSC seguindo os passos do Ethereum

Com a nova iniciativa, a Binance Smart Chain adota um mecanismo de queima de tokens parecido com o visto com a rede Ethereum (ETH). Desde a implementação do hard fork London, a blockchain liderada por Vitalik Buterinqueimou mais de 1 milhão de ETH oriundos de taxas – cerca de US$ 4,5 bilhões pela cotação atual .

No entanto, o mecanismo de queima de tokens da BSC possui algumas diferenças. Embora ambas as redes destinem os tokens que serão queimados para uma burn pool, algumas unidades ainda são destinadas para compensar os validadores da rede da Binance.

Já no Ethereum, os validadores só conseguem obter essas recompensas por meio de gorjetas que podem ser entregues pelos usuários na hora de efetuar transações. Além disso, a Binance Smart Chain já utiliza o mecanismo de prova de participação (PoS), enquanto o Ethereum só adotará esse modelo após a completa implementação do ETH 2.0.

Dessa forma, não há emissão de novos tokens BNB, o que torna o ativo mais deflacionário, fator visto como positivo pela maioria dos investidores.

BNB pode subir ainda mais?

O token nativo da Binance tem tido grande valorização em 2021, chegando a disparar mais de 1.700%. Porém, o ativo tem efetuado movimentos mais discretos nas últimas semanas, subindo somente 12% nos últimos 30 dias.

No entanto, conforme descrito pela Binance Smart Chain, a nova implementação de queima automática de BNB pode surtir um efeito positivo em seu preço:

“Este mecanismo de queima reduziria ainda mais a oferta de BNB; portanto, o aumento da demanda elevaria o valor do BNB ”.

Vale destacar que mesmo com a nova queima automática, a Binance Coin ainda sofrerá suas queimas periódicas de tokens. Desde a criação do ativo, a Binance realiza essas queimas, visando reduzir a oferta inicial de 200 milhões de unidades pela metade.

Poucos dias antes da implementação do BEP-95, a mais recente queima de tokens foi realizada, onde mais de 1,3 milhão de BNB foram queimadas. Nos valores atuais, isso simboliza mais de US$ 640 milhões.

Atualmente, a BNB estava sendo negociada a US$ 618,87, com queda de 3,6% nas últimas 24 horas. No entanto, ao se tornar um ativo cada vez mais escasso, um aumento em sua demanda irá ocasionar novas altas na criptomoeda.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

4d198a1c7664cbf9005dfd7c70702e03.png
Anderson Mendes
Membro ativo da comunidade de criptoativos e economia em geral, Anderson é formado pela Universidade Positivo, e escreve sobre as principais notícias do mercado. Antes de entrar para a equipe brasileira do BeInCrypto, Anderson liderou projetos relacionados à trading, produção de notícias e conteúdos educacionais relacionados ao mundo cripto no sul do Brasil.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados