Ver mais

Binance reage a alerta de reguladores e restringe derivativos na Austrália

2 mins
Atualizado por Paulo Alves

EM RESUMO

  • Binance suspende a criação de novas contas de derivativos de criptomoedas na Austrália.
  • Exchange já havia interrompido a criação de novas contas de futuros.
  • Decisão ocorre logo após alerta emitido pela autoridade australiana que regula o mercado de capitais.
  • promo

A Binance anunciou nesta quinta-feira (19) a suspensão imediata de novas contas de produtos derivativos de criptomoedas na Austrália.

Em comunicado oficial, a exchange informa que, a partir de agora, usuários no país não poderão abrir novas contas de opções, produtos de margem e tokens alavancados. A medida ocorre após a corretora já haver restringido, em julho, a criação de novas contas de futuros na plataforma.

A corretora informa que a decisão faz com que ela seja “uma das primeiras grandes bolsas de criptomoedas e ativos digitais a restringir proativamente o acesso a produtos derivativos para usuários australianos”. A empresa, no entanto, não informou prazos para suspender a oferta de derivativos para contas já existentes, ao contrário do que ocorreu recentemente em três países europeus.

A medida ocorre exatamente no dia seguinte a um alerta emitido pela Australian Securities and Investments Commission (ASIC), órgão equivalente à Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Na quarta-feira (18), a agência reguladora instou australianos a “serem cautelosos ao investir em produtos financeiros relacionados a criptoativos, como opções e futuros, por meio de entidades não licenciadas”.

Binance caminha para agradar reguladores

O anúncio é o mais recente na pilha de mudanças implementadas pela Binance para agradar reguladores pelo mundo. Após o alerta da autoridade do Reino Unido, a exchange foi colocada na lista de proibições de bancos como Barclays e Santander, e logo interrompeu depósitos e saques da rede SEPA, o principal corredor bancário da Europa.

A Binance iniciou então uma onda de medidas para acatar exigências regulatórias pelo mundo, incluindo aumento de exigências de identificação de clientes (KYC) e, especialmente, reforço do time de compliance.

A contratação do ex-diretor da SEC, Brian Brooks, como CEO da Binance nos EUA não deu certo, mas a companhia segue no caminho de estreitar laços com reguladores. Recentemente, a exchange anunciou um ex-investigador do Tesouro americano como chefe do setor de cumprimento às regras de lavagem de dinheiro.

A Binance quer declaradamente se tornar uma empresa altamente regulamentada. No comunicado sobre as novas restrições na Austrália, empresa reafirma que as mudanças em curso estão “em linha com nosso compromisso com a conformidade e nossos planos de nos tornarmos uma instituição financeira regulamentada”.

O objetivo final, disse recentemente o CEO Changpeng Zhao, seria conseguir aprovação da listagem da Binance nas bolsas dos EUA.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

d5d468215717a9856e67059bb80b21e2?s=120&d=mm&r=g
Paulo Alves
Sou jornalista e especialista, pela USP-SP, em Comunicação Digital. Já trabalhei em rádio e impresso, mas boa parte da minha experiência vem do online. Colaborei entre 2013 e 2021 com o Grupo Globo na área de tecnologia, onde já cobri assuntos diversos da área, de lançamentos de produtos aos principais ataques hackers dos últimos anos. Também já prestei consultoria em projetos do Banco Mundial e da ONU, entre outras instituições com foco em pesquisa científica. Entrei no mundo das...
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados