Ver mais

Binance tem planos para acalmar investidores e não se tornar nova FTX

2 mins
Por Nicholas Pongratz
Traduzido Júlia V. Kurtz

EM RESUMO

  • A Binance Custody lançou a “solução de liquidação de criptomoedas” Binance Mirror.
  • O produto permitirá que os investidores institucionais mantenham suas garantias fora da exchange.
  • O braço institucional da Binance registrou um aumente ode 17,6% de novos clientes no fim de 2022.
  • promo

A Binance lançou uma solução que permite aos investidores institucionais manter suas garantias para posições alavancadas fora da exchange.

A Binance Custody, braço institucional de custódia de ativos digitais, anunciou oficialmente o lançamento do Binance Mirror em seu blog. Os investidores institucionais podem usar essa “solução de liquidação de cripto fora da exchange” para armazenar seus ativos de apoio ao fazer investimentos alavancados.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedasConfira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.

As instituições devem primeiro depositar uma certa quantia de sua Carteira Qualificada, uma solução de armazenamento a frio fornecida pela Binance Custody. Com o Binance Mirror, esse valor é refletido na conta de câmbio do cliente em um saldo de 1:1.

A posição espelhada pode ser fechada a qualquer momento, mas enquanto permanecer aberta, os ativos permanecerão seguros na carteira fria segregada.

Binance dá as boas-vindas às instituições

Embora o lançamento oficial tenha ocorrido apenas agora, a adoção do Mirror por investidores institucionais aumentou no último trimestre de 2022. Durante esse período, a Binance teve um aumento de 67% nos ativos espelhados.

De acordo com a exchange, mais de 60% de todos os ativos na Binance Custody são mantidos em contas Mirror.

A Binance acredita que isso indica um aumento na confiança institucional na solução de seu braço de custódia. A Binance disse que o crescimento de novos clientes no quarto trimestre aumentou cerca de 17,4% em comparação com o trimestre anterior.

De acordo com o chefe de VIP e Institucional da Binance, os clientes se tornaram muito mais conscientes de ter que gerenciar riscos. Embora satisfeitos com a experiência, muitos deles também relatam ter enfrentado “pressão” de seu controle interno de riscos.

A Binance está trabalhando para diversificar os riscos em exchanges.

Isto ocorre ao mesmo tempo em que a Comissão de Valores Mobiliários da Tailândia publica novas regras ditando que os provedores de ativos virtuais introduzam sistemas de gerenciamento de carteira digital para garantir que a custódia seja segura. Os custodiantes de moedas digitais têm seis meses para se adequar às novas regras.

Percepção de risco aumentada

As exchanges em geral tiveram que gerenciar cada vez mais as percepções de risco de seus clientes após o colapso da FTX. Desde que a empresa declarou falência, após um colapso de liquidez, outras exchanges têm se esforçado para garantir aos clientes que seus ativos estão seguros.

Apesar das ondas de comprovação de reservas, as exchanges continuaram a ser sangradas com saques contínuos. A Binance, por exemplo registrou bilhões de dólares em saques em um único dia no início de dezembro de 2022.

No entanto, apesar de perder a empresa de contabilidade Mazars por seus relatórios de comprovação de reservas, a Binance pretende continuar expandindo.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

Julia.png
Júlia V. Kurtz
Editora do BeInCrypto Brasil, a jornalista é especializada em dados e participa ativamente da comunidade de Criptoativos, Web3 e NFTs. Formada pelo Knight Center for Journalism in the Americas da Universidade do Texas, possui mais de 10 anos de experiência na cobertura de tecnologia, tendo passado por veículos como Globo, Gazeta do Povo e UOL.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados