Ver mais

Binance integra Lightning Network

2 mins
Por Rahul N.
Traduzido Thiago Barboza

EM RESUMO

  • A Binance integrou com sucesso a Bitcoin Lightning Network, permitindo transações BTC mais rápidas e baratas.
  • A integração ocorre depois que a Binance teve que suspender a negociação de BTC duas vezes devido ao congestionamento da rede e altas taxas de transação.
  • Juntamente com a integração da Binance, o Lightning Labs lançou ferramentas para incorporar a Lightning Network com aplicativos de IA.
  • promo

Os usuários da Binance agora poderão depositar e sacar Bitcoin na Lightning Network. A exchange anunciou em 17 de julho que havia integrado a solução de dimensionamento.

A Binance concluiu a integração da Bitcoin Lightning Network. A exchange também forneceu um guia sobre como depositar e sacar BTC nesta rede.

Leia mais: 4 criptomoedas que podem atingir novas máximas em julho de 2024

Binance integra Lightning Network para Bitcoin

O suporte da Binance para a Lightning Network (LN) é esperado há algum tempo, já que a exchange havia sugerido que faria isso no início do ano. Os usuários poderão ver uma opção chamada “BTC-Lightning” ao depositar Bitcoin, além das opções usuais de Bitcoin, BEP20 e SegWit, entre outras.

A Lightning Network é uma solução de dimensionamento de camada 2 para a blockchain do Bitcoin, fornecendo transações mais baratas e rápidas para o maior ativo do mercado. Ela funciona criando canais de transação fora da cadeia, que são posteriormente adicionados à cadeia principal.

A Binance sofreu com cargas pesadas de transações em outras ocasiões. Com a Lightning Network, esse problema deve ser amenizado. Outras grandes exchanges também implementaram a Lightning Network em uma tentativa de oferecer transações mais rápidas e baratas.

Notavelmente, em maio de 2023, a Binance suspendeu a negociação de Bitcoin duas vezes em 12 horas, à medida que a rede ficava cada vez mais congestionada. Como resultado, as taxas de transação aumentaram acentuadamente. O CEO da Binance, Changpeng Zhao, disse que os parâmetros de taxas da exchange não previram o aumento nas taxas de gás da rede Bitcoin.

A Binance permitiu saques na Lightning Network na época, além de aumentar as taxas de saque. A razão por trás do aumento na atividade da rede Bitcoin foi que o Bitcoin Ordinals atingiu o pico de popularidade.

Lightning Labs lança ferramentas para integrar LN com IA

Como a Binance está integrando a Lightning Network, a equipe por trás da solução de dimensionamento, Lightning Labs, também lançou ferramentas para integrar a solução à IA.

A equipe anunciou em 6 de julho que havia lançado ferramentas para desenvolvedores.

Para construir ferramentas LLM (Large Language Model) econômicas globais, inclusivas e prontas para uso que incorporam perfeitamente Lightning e Bitcoin.

Com isso, os aplicativos de IA poderão lidar com pagamentos em Bitcoin tanto na cadeia quanto na Lightning Network.

É mais um passo para integrar a IA à tecnologia blockchain, um fenômeno cada vez mais popular.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedasConfira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Coinbase Coinbase Explorar
PancakeSwap PancakeSwap Até 50% APR
Margex Margex Explorar
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

Thiago-Barboza-red1.png
Thiago Barboza
Thiago Barboza é graduado em Comunicação com ênfase em escritas criativas pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Em 2019 conheceu as criptomoedas e blockchain, mas foi em 2020 que decidiu imergir nesse universo e utilizar seu conhecimento acadêmico para ajudar a difundir e conscientizar sobre a importância desta tecnologia disruptiva.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados