Binance expande e entra no mercado na Nova Zelândia

30 setembro 2022, 18:00 -03
Atualizado por Júlia V. Kurtz
30 setembro 2022, 18:07 -03
EM RESUMO
  • Binance consegue registro legal para prover serviços na Nova Zelândia.
  • País se juntará a Binance Itália, Espanha e França, que recentemente abriram mercado para exchange.
  • Iniciativa permite aos investidores de criptomoedas Kiwi a oportunidade de negociar criptoativos.
  • promo

O Ministério de Negócios, Inovação e Emprego da Nova Zelândia concedeu à Binance o registro de provedor de serviços financeiros para atuar no país, marcando um momento importante na expansão da indústria Web3 local.

O anúncio foi feito pelo CEO e fundador da empresa Changpeng Zhao. E parte foi publicado em vídeo de 21 segundos para comunidade no Twitter.

CZ disse ainda que a decisão de abrir um escritório na Nova Zelândia é estratégica para a exchange.

/Artigos relacionados

Mais artigos

“Muitas grandes empresas de tecnologia demoram para abrir um escritório na Nova Zelândia. Acho que para alguns é fácil deixar essa oportunidade passar por ser um mercado menor, mas valorizamos o compromisso de ter uma presença relevante na Nova Zelândia”, diz ele.

“A Nova Zelândia é muito conhecida pela tradição da inovação em fintech, como uma das primeiras e mais rápidas a incorporar transações digitais do mundo”.

“Vemos a Nova Zelândia de certa forma como pioneira e, nessa perspectiva, acho que há muito que a nossa equipe local pode aprender trabalhando com os kiwis para prever o futuro das moedas, das transações e da Web”.

  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedas. Confira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter, Instagram e Facebook.

Segundo o comunicado da empresa, esse movimento marca um momento importante na expansão da indústria Web3, que vem aumentando no país da Oceania.

A conquista se junta as obtidas recentemente na Espanha, Itália e Franca tornando a plataforma com maior número de licenças cripto.

“A Binance acredita que a regulação é o único caminho para que a indústria de ativos digitais cresça e alcance o grande público, permitindo que mais pessoas usufruam dos benefícios que as criptomoedas e a blockchain oferecem”.

A Binance Nova Zelândia será liderada pelo gerente geral Ben Rose, que recentemente atuou como Chief Commercial Officer da CodeHQ, empresa líder de desenvolvimento de software da Nova Zelândia.

Rose afirma que essa iniciativa permite aos investidores de criptomoedas Kiwi a oportunidade de negociar criptomoedas com confiança na plataforma da exchange mais confiável, com maior liquidez e mais robusta do mundo.

“Esta é uma oportunidade atraente para investidores neozelandeses e para os interessados no futuro da Web3 daqui”, diz Rose.

“Ter a principal empresa de criptomoedas do mundo registrada para operar na Nova Zelândia não significa apenas acesso às menores taxas de negociação, mas também que os Kiwis poderão ter acesso a muitas das mais interessantes inovações globais, em termos de produtos e serviços que acontecem neste ambiente”.

O registro de provedor de serviços financeiros do MBIE da Nova Zelândia permite que a Binance NZ ofereça uma variedade de serviços financeiros, incluindo spot trading, staking, tokens não fungíveis (NFTs), entre outros.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.