Ver mais

Governo Biden propõe imposto de 30% sobre a eletricidade para mineradoras

2 mins
Traduzido Aline Fernandes

EM RESUMO

  • Biden propõe um imposto de 30% sobre a eletricidade para mineração de criptoativos.
  • Imposto será introduzido ao longo de três anos, com o objetivo de reduzir o impacto ambiental da mineração.
  • Os críticos argumentam que a medida poderia sufocar o crescimento do setor de criptoativos dos EUA, citando motivos alternativos.
  • promo

A administração Biden sugeriu taxar em 30% a eletricidade usada por mineradores de criptomoedas nos Estados Unidos. O argumento é a preocupação com o meio ambiente. Se aprovado, o imposto será aplicado sobre as receitas do ano fiscal de 2025 de forma gradual.

Essa medida – segundo o governo americano – pretende mitigar impactos ambientais significativos causados pelo processo de mineração de criptomoedas, que consome muita energia.

Leia mais: Bitcoin e mais 3 criptomoedas que podem atingir novos recordes em maio

Por que o Departamento do Tesouro dos EUA propôs um imposto de 30% sobre a mineração?

A proposta se baseia na crença de que a crescente demanda de energia do setor de mineração de criptomoedas exacerba a degradação ambiental. Além disso, levanta questões de justiça ambiental, ameaça a estabilidade dos serviços públicos e das comunidades locais.

“Um imposto de consumo sobre o uso de eletricidade usada por mineradores de ativos digitais poderia reduzir a atividade de mineração, juntamente com seus impactos ambientais associados e outros danos”, afirma a proposta.

As empresas de mineração cripto, conforme esse novo esquema tributário, precisariam informar a quantidade e o custo da eletricidade que consomem. Isso inclui companhias que dependem da produção de energia fora da rede. A tarifa deve ser introduzida gradualmente ao longo de três anos, começando em 10% e chegando a 30% no terceiro ano, com vigência a partir de 1º de janeiro de 2025.

Proposta gera polêmica

No entanto, a proposta causou controvérsia. A senadora Cynthia Lummis criticou a proposta, sugerindo que ela poderia sufocar o crescimento do setor nos Estados Unidos.

Enquanto isso, Pierre Rochard, da Riot Platform, argumenta que o imposto visa restringir o Bitcoin e favorecer o desenvolvimento de uma moeda digital do banco central (CBDC).

“Todas as razões que eles fornecem são pretextos, sua verdadeira razão é que eles querem suprimir o Bitcoin e lançar um CBDC”, disse Rochard.

Governo Biden propõe imposto de 30% sobre a eletricidade para mineradoras
Tamanho do mercado global de mineração de criptoativos. Fonte: Precedence Research

Esta não é a primeira tentativa do governo Biden de taxar o setor de mineração cripto. Em maio de 2023, o governo propôs um imposto especial de consumo de Digital Asset Mining Energy (DAME), citando preocupações ambientais.

Em contrapartida, Donald Trump, expressou uma perspectiva diferente, demonstrou uma abordagem mais aberta em relação às criptomoedas. Notadamente, sua experiência com os tênis de luxo da marca Trump, que viram um número significativo de transações com criptoativos, influenciou sua visão. As observações do ex-presidente americano indicam uma mudança em relação à sua preferência anterior por moedas tradicionais, destacando a adaptabilidade exigida na atual arena de tecnologia financeira.

Além disso, Trump se opôs aos CBDCs, e prometeu nunca permitir sua criação durante sua presidência. Essa posição, juntamente com seu possível retorno ao cargo, acrescenta uma dinâmica interessante ao debate em andamento sobre o futuro das moedas digitais nos EUA.

Melhores plataformas de criptomoedas | Maio de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

aline.jpg
Aline Fernandes
Apaixonada pelo que faz, Aline Fernandes é uma profissional que atua há 20 anos como jornalista. Especializada nas editorias de economia, agronegócio e internacional trabalha na BeINCrypto como editora do site brasileiro. Já passou por quase todas as redações e emissoras do país, incluindo canais setorizados como Globo News, Bloomberg News, Canal Rural, Canal do Boi, SBT, Record e Rádio Estadão/ESPM. Atuou também como correspondente internacional em Nova York e foi setorista de economia...
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados