Ver mais

Piso do Bored Ape Yacht Club (BAYC) caí abaixo de 10 ETH

2 mins
Atualizado por Thiago Barboza

EM RESUMO

  • O preço mínimo do BAYC caiu abaixo de 10 ETH, gerando preocupações na comunidade NFT.
  • A Blur e a OpenSea listam os preços do BAYC em 8,95 ETH e 9,49 ETH, respectivamente.
  • Os dados mostram que as vendas do BAYC caíram 22% nos últimos 30 dias, totalizando US$ 13,10 milhões.
  • promo

O piso do Bored Ape Yacht Club (BAYC) caiu drasticamente nas últimas 24 horas, ficando abaixo de 10 Ethereum (ETH), de acordo com o mercado NFT Blur.

Esse declínio acentuado surpreendeu a comunidade NFT, gerando discussões e preocupações sobre o futuro do BAYC e do mercado NFT mais amplo.

Piso do BAYC cai abaixo de 10 ETH

No momento em que este artigo foi escrito, o Blur listava o preço mínimo do BAYC como 8,95 ETH. Enquanto isso, o OpenSea, outro grande mercado de NFT, mostra um preço mínimo ligeiramente mais alto, de 9,49 ETH.

Convertendo os preços atuais em dólares americanos, com 1 ETH igual a US$ 3.400, o preço mínimo da BAYC no Blur é de aproximadamente US$ 30.430. No OpenSea, o preço mínimo é de aproximadamente US$ 32.266.

Leia mais: 4 criptomoedas que podem atingir novas máximas em julho de 2024

A queda do preço mínimo do BAYC não é um fenômeno novo. Em meados de abril, o preço da coleção caiu 90%, abaixo de 11 ETH.

O declínio nos preços do BAYC se tornou um importante ponto de discussão entre os membros da comunidade NFT. Muitos expressaram seu choque com os preços atuais, com um membro proeminente, conhecido como BAYC7052, compartilhando seus pensamentos sobre a situação.

Preço mínimo do BAYC.
Preço mínimo do BAYC. Fonte: Blur

“Em junho de 2024, algumas pessoas ainda esperam que os anúncios aumentem os preços do piso. Não vão! Por quê? Primeiro, há apenas alguns milhares de pessoas nessa câmara de eco. Mas também, não é o produto que define o preço; é a marca e o desejo. A qualidade pode fazer com que você pague US$ 100 por uma camiseta em vez de US$ 10. Mas não é a qualidade que faz as pessoas pagarem US$ 1.000 por uma camiseta. É o prestígio, a flexibilidade, o status, a marca, a narrativa. […] Até que as NFTs voltem a ser legais, pare de esperar por preços mais altos”, escreveu ele.

Mercado NFT continua em baixa

Os dados do CryptoSlam fornecem mais informações sobre o estado atual das vendas do BAYC. Nos últimos 30 dias, as vendas do BAYC caíram 22,21%, totalizando apenas US $ 13,10 milhões em 301 transações.

Além disso, o mercado de NFT em geral está em queda. As três principais blockchains – Ethereum, Bitcoin e Solana – registraram um declínio de mais de 40% nos volumes de vendas em 30 dias. Em maio, houve uma queda de mais de 50% no volume mensal de vendas de NFT em comparação com abril, com as vendas caindo de mais de US$ 1,24 bilhão para US$ 616,67 milhões.

Vendas mensais de NFTs.
Vendas mensais de NFT. Fonte: CryptoSlam

Em suma, o declínio nos preços do BAYC e do mercado NFTs reflete os desafios e as incertezas do setor de colecionáveis digitais. Conforme os participantes do mercado navegam por esses tempos turbulentos, o futuro dos NFTs permanece incerto, e muitos estarão observando atentamente os desenvolvimentos nos próximos meses.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Coinbase Coinbase Explorar
PancakeSwap PancakeSwap Até 50% APR
Margex Margex Explorar
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Coinbase Coinbase Explorar
PancakeSwap PancakeSwap Até 50% APR
Margex Margex Explorar
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

Julia.png
Júlia V. Kurtz
Editora do BeInCrypto Brasil, a jornalista é especializada em dados e participa ativamente da comunidade de Criptoativos, Web3 e NFTs. Formada pelo Knight Center for Journalism in the Americas da Universidade do Texas, possui mais de 10 anos de experiência na cobertura de tecnologia, tendo passado por veículos como Globo, Gazeta do Povo e UOL.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados