Banco da Inglaterra estipula prazo para definir planos sobre a criptomoedas

EM RESUMO
  • O Banco da Inglaterra pediu para que as instituições financeiras do país retornem sobre os planos regulatórios da criptomoedas até o dia 3 de junho.
  • O setor de criptomoedas é ainda pequeno no país, mas demonstra tendências ao crescimento.
  • A invasão da Rússia na Ucrânia, as sanções e o fato da Rússia usar criptomoedas para escapar delas, chamaram a atenção para a falta de regulamentação das moedas digitais
  • promo

    Análises técnicas e insights do mercado por traders em nosso canal do Telegram!Entre hoje no nosso Telegram!

O Banco da Inglaterra pediu que as instituições financeiras do país respondam sobre um plano regulatório para as criptomoedas até o dia 3 de junho.

Um dos problemas que tem dificultado o uso das moedas digitais é a falta de uma regulamentação seguida pelos bancos e instituições financeiras. As informações são da Reuters.

  • Ficou com alguma dúvida? O Be[in]Crypto possui uma série de artigos para lhe ajudar a entender o universo cripto. Confira!
  • Se quiser ficar atualizado no que acontece de mais importante no espaço cripto, junte-se ao nosso grupo no Telegram!

Uma publicação dessa semana no CryptoPotato esclareceu a preocupação do país, que está consultando as instituições financeiras inglesas para saber quais são os seus posicionamentos sobre o assunto.

A falta de normas e regulamentos das criptomoedas tem dificultado os seus usos pela população, por isso atualmente o setor é pequeno, com pouca representação, mas demonstra as possibilidades de crescimento.

A invasão da Rússia na Ucrânia

Os ativos digitais começaram a chamar mais a atenção nesses últimos tempos, em decorrência da invasão da Rússia na Ucrânia. Em especial da falta de controle dos governos e instituições sobre as moedas, que inclusive tem mostrado os seus dois lados, por um lado ajudando a Ucrânia na forma de doações e DAOs. Por outro, auxiliando a Rússia na fuga das sanções impostas pelos Estados Unidos.

Sobre o assunto, o Comitê de Política Financeira (FPC) do BoE, divulgou na Reuters:

“Embora os criptoativos não forneçam uma maneira viável de contornar as sanções em escala atualmente, a possibilidade de tal comportamento ressalta a importância de garantir que a inovação em criptoativos seja acompanhada de quadros eficazes de políticas públicas para manter confiança e integridade mais amplas no sistema financeiro”.

Para sanar a questão, o Banco da Inglaterra resolveu fazer uma pesquisado com as instituições financeiras do país sobre uma possível regulamentação da moeda no país. O prazo das respostas é até o início de junho.

Banco define prazo para regulamentação de criptomoedas

Além do Banco da Inglaterra estipular um prazo para que as instituições financeiras se pronunciem sobre a criação de regulamentos para o uso das criptomoedas. Outro fator que está sendo investigado é a exposição dessas moedas.

O relatório também especificou que o Banco da Inglaterra se concentrará em evitar que os riscos decorrentes das criptomoedas estejam sob o controle das autoridades financeiras.

Essa preocupação se mostrou patente com relação a sua volatilidade, percebida em El Salvador, que tornou a criptomoeda, uma moeda nacional.  

O vice-governador do BoE, Sam Woods, falou à Reuters:

“Espera que as stablecoins sejam apoiadas por ativos de alta qualidade e líquidos, incluindo capital absorvedor de perdas que é semelhante ao que está sendo mantido atualmente pelos bancos. O BoE e a FCA realizarão novos trabalhos sobre regras para stablecoins e consultarão um modelo regulatório para stablecoins sistêmicas em 2023″.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
BEINNEWS ACADEMY LTD © STREET: SUITE 1701 – 02A, 17/F, 625 KING’S ROAD, NORTH POINT. HONG KONG.