Ver mais

Banco Central Europeu considera stablecoins como alternativa para pagamentos internacionais

2 mins
Atualizado por Anderson Mendes

EM RESUMO

  • Um relatório do Banco Central Europeu saudou as potenciais vantagens das moedas digitais da autoridade monetária.
  • De acordo com o documento, as CBDCs podem ser o “santo graal” dos pagamentos transfronteiriços.
  • O BCE afirmou no mesmo report que o Bitcoin era a opção “menos confiável” e que as stablecoins eram “problemáticas”.
  • promo

Um relatório do Banco Central Europeu (BCE) descobriu que as moedas digitais de banco central (CBDC) podem ser o “santo graal” dos pagamentos internacionais, com potencial para superar qualquer outra coisa no mercado – incluindo o Bitcoin e as stablecoins.

O relatório do banco central descobriu ainda que, de todas as outras tecnologias que eles consideraram para pagamentos internacionais, o Bitcoin era o “menos confiável” e “inerentemente caro e dispendioso”.

Bancos centrais são muito bons

O relatório do banco central chamado “Rumo ao santo graal dos pagamentos transfronteiriços” analisou várias opções diferentes. Esses pagamentos, também conhecidos como remessas, permanecem lentos, caros e altamente ineficientes. 

O Santo Graal dos pagamentos internacionais é uma solução que permite que os pagamentos transfronteiriços sejam imediatos, baratos, universais e liquidados em um meio de compensação seguro”, diz o relatório que tem o diretor geral para infra-estrutura de mercado e pagamentos do BCE, Ulrich Bindseil como co-autor.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedasConfira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.

Em março de 2022, o custo médio global de envio de dinheiro para o exterior era de 6,09%. Para algumas transferências, o dispêndio de uma única transação pode subir para cerca de 20%. O relatório, portanto, ponderou uma série de alternativas potenciais e considerou qual forneceria a melhor solução.

No caso do Bitcoin, o relatório encontrou uma série de falhas inerentes, descrevendo seu mecanismo de consenso de prova de trabalho (PoW) como “inerentemente ineficiente” e a própria moeda como “inerentemente instável em termos de poder de compra”. Além disso, classifica a criptomoeda como um “meio global de pagamento ilícito”.

Em última análise, conclui que “é improvável que o Bitcoin seja o santo graal dos pagamentos transfronteiriços”, enquanto as stablecoins são ainda “mais problemáticas” do que o Bitcoin devido aos seus sistemas de “circuito fechado” e fragmentação.

Tendo considerado cuidadosamente os méritos de cada opção, o relatório de 59 páginas do banco central finalmente conclui que uma CBDC , sob o controle de autoridades monetárias como o BC europeu, é o melhor e mais provável caminho para o “santo graal” da eficiência de pagamentos.

Por que procurar ‘o graal’ agora?

Em 2020, o G20, um fórum intergovernamental que reúne as 20 economias mais ricas e desenvolvidas do mundo, declarou que “melhorar os pagamentos internacionais” era uma prioridade.

O Conselho de Estabilidade Financeira (FSB) foi encarregado de trabalhar com o Comitê de Pagamentos e Infraestruturas de Mercado (CPMI) para identificar problemas atuais no sistema e formular um plano de melhoria.

“Os pagamentos transfronteiriços estão no centro do comércio internacional e da atividade econômica”, disse o FSB em sua análise de 2021. “No entanto, por muito tempo, os pagamentos transfronteiriços enfrentaram quatro desafios específicos: altos custos, baixa velocidade, acesso limitado e  transparência insuficiente.”

As razões para isso giram em torno de muitos custos e ineficiências inerentes ao sistema bancário tradicional. Os sumidouros de dinheiro que incluem custos operacionais, de conformidade regulatória financeira, custos de rede, custos correspondentes, custos de câmbio e de liquidez persistem dentro da estrutura que o sistema bancário criou para si.

Embora essa lista de ineficiências tenha atormentado o sistema por anos, agora parece haver um apetite real para enfrentar o problema de frente.

Mentes curiosas podem agora perguntar o que levou o sistema financeiro a priorizar repentinamente a resolução de um problema perene que eles mesmos presidiram e não conseguiram resolver por décadas.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

d8489dfaeed626c3492766b90861e521.jpg
Robert Knight
Robert D. Knight é jornalista e redator especializado em criptomoedas há mais de quatro anos. Sua experiência variada inclui freelancing, contratos em projeto, trabalho de agência e relações públicas, dando a ele uma visão holística da indústria de blockchain.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados