Ver mais

Baleias investem milhões em Chainlink (LINK) – Análise on-chain

1 min
Por Harsh Notariya
Traduzido Anderson Mendes

As baleias chamaram a atenção da comunidade ao acumular surpreendentes 2,74 milhões de tokens Chainlink (LINK), avaliados em quase US$ 49,9 milhões.

Esta ação faz parte de uma tendência mais ampla. A rede Chainlink é fundamental no fornecimento de feeds de dados seguros para contratos inteligentes em blockchains.

Consequentemente, atrai um interesse significativo tanto de investidores de varejo quanto de investidores institucionais.

Leia mais: As 10 criptomoedas para investir em janeiro de 2024

De acordo com a plataforma de análises on-chain LookOnChain, o acúmulo significativo foi executado por meio de 49 novas carteiras.

“Esta misteriosa baleia/instituição retirou 2.745.815 LINK (US$ 49,9 milhões) da Binance por meio de 49 novas carteiras”, afirmou LookOnChain

A carteira de outra baleia, “0x2A19”, fez um movimento notável, retirando 494.957 LINK da Binance. Isso totalizou cerca de US$ 9 milhões em dez dias.

Essa acumulação estratégica ajudou o preço da criptomoeda a subir 44% em 12 dias. Isso chamou a atenção da comunidade e dos investidores.

Ali Martinez, analista on-chain e chefe global de notícias do BeInCrypto, comentou sobre esta tendência de alta. Ele destacou um obstáculo significativo para a LINK, apontando para uma “forte resistência” entre US$ 19,40 e US$ 20,03. Esta resistência é fortalecida por mais de 5.330 endereços contendo mais de 8,59 milhões de LINK.

Baleias investem milhões em Chainlink (LINK) – Análise on-chain
Fonte: IntoTheBlock

Ultrapassar esse nível poderia potencialmente desencadear um salto de 38%, com Martinez identificando o próximo nível crítico de resistência em aproximadamente US$ 26,87.

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

4d198a1c7664cbf9005dfd7c70702e03.png
Anderson Mendes
Formado em Administração de Empresas pela Universidade Positivo, Anderson atua como redator para o BeInCrypto há 2 anos. Escreve sobre as principais notícias do mercado de criptomoedas e economia em geral. Antes de entrar para a equipe brasileira do site, participou de projetos relacionados à trading, produção de notícias e conteúdos educacionais relacionados ao mundo cripto em sua cidade natal, Curitiba.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados