Ver mais

Aumento do uso de criptomoedas é difícil de quantificar, diz FMI

2 mins
Atualizado por Júlia V. Kurtz

EM RESUMO

  • As sanções russas podem estar prejudicando o domínio do dólar americano, de acordo com uma funcionária do FMI.
  • Gita Gopinath diz que mesmo antes da invasão russa na Ucrânia, o uso de criptomoedas estava aumentando.
  • Ela acredita que o uso de criptomoedas é difícil de quantificar no momento, devido à crise geopolítica em curso.
  • promo

O dólar americano (USD) corre o risco de uma possível erosão, já que as sanções impostas à Rússia inspiram uma adoção maior no uso de criptomoedas, de acordo com um alto funcionário do FMI.

A primeira vice-diretora do Fundo Monetário Internacional (FMI), Gita Gopinath, apontou para as sanções financeiras ocidentais em curso que congelaram a maioria dos ativos financeiros da Rússia em meio à invasão na Ucrânia.

“O dólar é a principal moeda global mesmo nesse cenário, mas a fragmentação em um nível menor é possível. Já estamos vendo isso com alguns países e renegociando a moeda em que são pagos pelo comércio,” disse ela em entrevista ao Financial Times na quinta-feira (31).

No início desta semana, Gopinath e o FMI já haviam afirmado que houve um aumento no uso de criptomoedas antes da invasão da Ucrânia pela Rússia, apontando para mercados emergentes.

“Vimos isso acontecer mais em mercados emergentes do que em outros. Acho que partes do mundo onde há menos inclusão financeira, onde as pessoas têm menos acesso a formas regulares de crédito, criptomoedas e outras formas relacionadas de moedas digitais podem começar a desempenhar um papel muito importante”, disse.

De fato, o FMI continuou a levantar preocupações de estabilidade financeira devido ao uso contínuo da criptomoeda. Meses após a decisão de El Salvador de aceitar o Bitcoin como proposta legal oficial do país, o FMI advertiu que “medidas regulatórias descoordenadas” poderiam facilitar a potencial desestabilização dos fluxos de capital em alguns países.

No entanto, Gopinath também apontou a atual falta de um marco regulatório em torno do cenário das criptomoedas. “Tudo isso ganhará ainda mais atenção após os episódios recentes, o que nos leva à questão da regulação internacional.”

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedas. Confira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.

Quanto às regulamentações globais, a funcionária do FMI pediu um foco especial para ajudar a “Garantir que as novas formas de dinheiro digital não levem à evasão das restrições de fluxo de risco de capital, especialmente para economias emergentes e em desenvolvimento”.

Há aqueles, no entanto, que ainda acreditam que as realizações de El Salvador são um desperdício de dinheiro dos contribuintes. Steve Hanke, professor de economia aplicada na Universidade Johns Hopkins, em Baltimore, foi ao Twitter em janeiro criticando Nayib Bukele por trazer um “ativo volátil e especulativo” para a economia de El Salvador.

Compartilhando em parte as preocupações de Hanke, o Comitê de Política Financeira do Banco Central do Reino Unido também tem pressionado por uma modulação global para uma supervisão mais forte das criptomoedas.

De acordo com o Banco da Inglaterra, são exigidos marcos regulatórios e de aplicação da lei aprimorados em níveis domésticos e globais. No início de 2021, o economista ganhador do Prêmio Nobel Paul Krugman havia relacionado as repercussões do colapso do mercado imobiliário dos EUA em 2007 ao mercado cripto em um artigo no New York Times.

Apesar da crescente popularidade das criptomoedas atualmente, o FMI acredita que, com a crise geopolítica em curso, o aumento do uso de criptomoedas ainda é difícil de quantificar.

“Não é uma imagem fácil de montar. Mas estamos acompanhando isso muito de perto”, conclui Gopinath.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

b9affb885df5498143f5abca759f7591.png
Shraddha Sharma
Shraddha é um jornalista indiana que trabalhou nos setores comercial e financeiro antes de começar a trabalhar com tudo o que envolve o mundo das criptomoedas. Como entusiasta de investimentos, ela também está muito interessada em entender as criptomoedas do ponto de vista das finanças pessoais.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados