Ver mais

Apecoin (APE) dispara após demo de metaverso do Bored Ape

2 mins
Atualizado por Anderson Mendes

EM RESUMO

  • ApeCoin (APE) disparou cerca de 35% após a Yuga Labs disponibilizar uma demonstração do seu metaveros.
  • Apenas alguns detentores dos terrenos do metaverso da empresa puderão experimentar a demo do Otherside.
  • Ecossistema do Bored Ape Yacht Club (BAYC) foi duramente atingido durante o inverno cripto.
  • promo

O ApeCoin (APE) disparou após a Yuga Labs lançar uma prévia de seu metaverso para alguns usuários no último sábado (16).

Criadora da maior coleção de tokens não fungíveis (NFTs) da atualidade – o Bored Ape Yacht Club (BAYC) – a empresa disponibilizou uma demonstração do Otherside para cerca de 4.300 indivíduos. Esses usuários, que compraram de antemão terras (Otherdeeds) do metaverso do projeto, puderam ver como funcionária uma das partes do ambiente de realidade virtual da empresa, o ‘Biogenic Swamp’.

De acordo com um comunicado lançado após a demonstração, apenas proprietários de terrenos Otherdeed e alguns “desenvolvedores terceirizados selecionados” serão capazes de experimentar o Otherside em sua primeira versão.

Até o momento, não foi divulgado as demais fases do metaverso, nem quando ele estará disponível para todos os detentores de APE – token criado para financiar esse projeto – e demais NFTs das coleções que estão sob controle da empresa.

Vale lembrar que além de ser a proprietária do Bored Ape e do Mutant Apes Yacht Club (MAYC), a Yuga Labs adquiriu os direitos autorais das coleções CryptoPunks e Meebits.

APE dispara

Apesar da demonstração não ser aberta ao público, ela foi o suficiente para fazer o mercado voltar a se animar com o ApeCoin. O token, que acumulava uma desvalorização de cerca de 90% desde a sua máxima histórica, chegou a disparar 35% nos últimos três dias, segundo o CoinGecko.

No fechamento da matéria, o ApeCoin era negociado a US$ 5,80, seu maior valor desde o início de junho. A queda geral do mercado pode ser atribuída como principal fator para a forte desvalorização da criptomoeda, visto que artistas e celebridades continuam comprando e lançando iniciativas voltadas para o ecossistema do ativo.

Como exemplo, pode-se listar os rappers Eminem e Snoop Dogg, que lançaram no final do mês passado um videoclipe onde se transformam em seus Bored Apes.  

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedasConfira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.

Yuga Labs sofre queda em vendas

O inverno cripto não atingiu somente o token nativo do ecossistema da Yuga Labs, mas também as vendas de seus colecionáveis digitais. Em junho, o volume negociado de Bored Apes atingiu uma nova mínima histórica, assim como os NFTs do MAYC.

Os próprios terrenos do Otherside tiveram sua demanda bastante reduzida, atingindo pouco mais de US$ 40 milhões em junho. Vale lembrar que em seus dois primeiros meses de lançamento, esses terrenos somaram um volume de vendas de quase US$ 1 bilhão.

Na época, a alta demanda por esses ativos fez as taxas da rede Ethereum (ETH) disparassem, o que prejudicou a Yuga Labs, que teve que reembolsar alguns membros de suas comunidades. Com isso, a empresa considerou migrar seu projeto para outras redes, com a Avalanche (AVAX) se oferecendo para ser o lar de seu metaverso. Porém, a empresa decidiu continuar operando na rede do ETH.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

4d198a1c7664cbf9005dfd7c70702e03.png
Anderson Mendes
Membro ativo da comunidade de criptoativos e economia em geral, Anderson é formado pela Universidade Positivo, e escreve sobre as principais notícias do mercado. Antes de entrar para a equipe brasileira do BeInCrypto, Anderson liderou projetos relacionados à trading, produção de notícias e conteúdos educacionais relacionados ao mundo cripto no sul do Brasil.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados