Ver mais

Análise on-chain da Shiba Inu: o que esperar nas próximas semanas?

3 mins
Por Ibrahim Ajibade
Traduzido Anderson Mendes

EM RESUMO

  • Como outras memecoins, a Shiba Inu estagnou em torno de US$ 0,000007 esta semana, apesar da recuperação geral do mercado.
  • Em 17 de setembro, o Age Consumed ultrapassou a marca de 150 trilhões pela terceira vez neste mês, e cada vez foi seguida por uma correção de preço significativa.
  • O declínio do crescimento da rede sugere que os investidores estão procurando ganhos em outras classes de ativos.
  • promo

A Shiba Inu (SHIB) estagnou em torno de US$ 0,000007 esta semana. À medida que as memecoins ficam em segundo plano, a análise on-chain abaixo projeta o que vem a seguir para a SHIB.

Apesar da recuperação geral do mercado de criptomoedas, a Shiba Inu permaneceu enraizada no território de US$ 0,000007 esta semana. Curiosamente, outras memecoins de primeira linha, como Dogecoin (DOGE), PEPE e BoneShibaSwap (BONE), também operaram em queda.

Isso mostra que os investidores parecem estar mudando o foco para setores emergentes, como a Real World Assets (RWA) e tokens de bot do Telegram.

Como essa mudança no comportamento dos investidores poderá impactar o preço da Shiba Inu nas próximas semanas?

Leia mais: 4 criptomoedas que podem atingir novas máximas em julho de 2024

Ecossistema Shiba Inu luta para atrair novos usuários

O recente desempenho de baixa parece ser um desdobramento do declínio persistente na demanda da rede Shiba Inu. De acordo com dados on-chain da Santiment, o ecossistema da memecoin tem lutado para atrair novos usuários desde que atingiu o uma máxima anual de 2023 de US$ 0,000011 em 12 de agosto.

O gráfico abaixo mostra que apenas 1.109 novos endereços de carteira SHIB foram criados em 17 de setembro. Um declínio impressionante de 66% em relação aos 3.269 endereços registrados em 12 de agosto.

Análise on-chain da Shiba Inu: o que esperar nas próximas semanas?
Fonte: Santiment

O Network Growth estima a taxa de aquisição de usuários de uma rede blockchain rastreando o número de novos endereços de carteira criados diariamente. Como visto acima, o declínio na aquisição de usuários começou depois que a SHIB perdeu o suporte de US$ 0,000010 em meados de agosto.

Normalmente, uma queda persistente no crescimento da rede significa que o token nativo que sustenta o ecossistema luta para encontrar nova demanda. Não é novidade que o preço da memecoin permaneceu estagnado esta semana, enquanto outros projetos subiram nas tabelas dos maiores ganhadores.

Este declínio pode ser atribuído a vários fatores, incluindo a reação mista ao lançamento da rede de escalonamento Shibarium e aos investidores que procuram outros setores. A menos que essa tendência seja revertida, a Shiba Inu e outras memecoins poderão permanecer em segundo plano nas próximas semanas.

Participantes existentes da rede estão registrando lucros de forma intermitente

Após uma queda persistente de preço e na demanda de rede, os detentores começaram a desistir de investir na SHIB. Isso indica que a Shiba Inu registrou recentemente seu terceiro aumento significativo no Age Consumed este mês.

Os dados históricos mostram que o preço da memecoin muitas vezes cai drasticamente sempre que o Age Consumed ultrapassa os 150 trilhões.

Conforme mostrado abaixo, a métrica ultrapassou 150 trilhões em 4 e 11 de setembro, respectivamente. E a cada vez, o preço da Shiba Inu registrou uma retração significativa de preço.

Análise on-chain da Shiba Inu: o que esperar nas próximas semanas?
Fonte: Santiment

O Age Consumed é uma métrica on-chain que avalia as mudanças na atividade comercial dos detentores de longo prazo. É derivado da multiplicação das moedas negociadas recentemente pelos dias desde a última movimentação. Normalmente, os picos significam que muitos tokens de longa data estão negociados atualmente.

Vários picos neste mês significam que muitos detentores de longo prazo estão sacando suas SHIB para evitar maiores perdas.

Em resumo, o saque dos detentores de longo prazo e o declínio no crescimento da rede provavelmente farão com que a Shiba Inu siga em queda em meio à contínua recuperação dos preços do mercado de criptomoedas.

Previsão de preço: SHIB irá consolidar na faixa de US$ 0,000007?

Do ponto de vista da rede, os atuais níveis de demanda do mercado significam que o preço da Shiba Inu poderá ter dificuldades para operar em alta nos próximos dias. No entanto, os ursos enfrentarão dificuldades significativas para forçar uma queda abaixo do território de US$ 0,000007.

Os dados do In/Out of Money Around Price, que descrevem a distribuição do preço de compra dos atuais detentores, ilustram esse cenário.

Ele destaca que 22.650 milhões de endereços que compraram 11,7 trilhões de tokens ao preço máximo de US$ 0,000007 poderiam atuar como um forte suporte de preço.

Análise on-chain da Shiba Inu: o que esperar nas próximas semanas?
Fonte: IntoTheBlock

Mas, se os ursos conseguirem ultrapassar esse nível de suporte, o preço da Shiba Inu poderá voltar para a faixa de US$ 0,000006.

Se a demanda da rede crescer, os touros poderão ganhar impulso para avançar no nível de resistência de US$ 0,000010.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedas. Confira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

4d198a1c7664cbf9005dfd7c70702e03.png
Anderson Mendes
Membro ativo da comunidade de criptoativos e economia em geral, Anderson é formado pela Universidade Positivo, e escreve sobre as principais notícias do mercado. Antes de entrar para a equipe brasileira do BeInCrypto, Anderson liderou projetos relacionados à trading, produção de notícias e conteúdos educacionais relacionados ao mundo cripto no sul do Brasil.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados