Ver mais

Análise Bitcoin (BTC): o que os indicadores on-chain têm a dizer?

2 mins
Atualizado por Thiago Barboza

EM RESUMO

  • O Bitcoin (BTC) voltou a cair abaixo de US$ 70.000 nesta quinta-feira (23), gerando incertezas quanto a sua tendência futura de preços.
  • Ativo está testando o nível de US$ 68.000 como suporte.
  • Análise técnica e indicadores on-chain estão mostrando sinais divergentes.
  • promo

O Bitcoin (BTC) voltou a cair abaixo de US$ 70.000 nesta quinta-feira (23), gerando incertezas quanto a sua tendência futura de preços.

Nesse caso, indicadores on-chain como o Hash Ribbons e o Coin Days Destroyed (CDD) podem ajudar a entender qual será a direção da tendência futura do BTC.

Hash Ribbons aponta alta para o Bitcoin

O Hash Ribbons é uma métrica usada para identificar a movimentação dos mineradores da rede Bitcoin. Esses players, por terem grandes quantidades de BTC, são capazes de impactar o preço do ativo conforme as suas ações.

Além disso, quando a mineração deixa de ser lucrativa, os mineradores podem desligar suas máquinas, causando a queda da taxa de hash da rede.

O gráfico abaixo destaca os períodos em que a média móvel de 30 dias excede a média móvel de 60 dias, indicando a capitulação dos mineradores. Esses períodos geralmente precedem recuperações significativas de preço. Por exemplo, no início de 2023, o gráfico mostra uma fase de capitulação, seguida por uma recuperação em que a média de 30 dias cruza acima da média de 60 dias.

Esse cruzamento se alinha com o recente aumento de preço para US$ 73.000, validando a eficácia do indicador Hash Ribbons na previsão de fundos de mercado.

Análise Bitcoin (BTC): o que os indicadores on-chain têm a dizer?
Bitcoin Hash Ribbons. Fonte: 0nchained

Leia mais: Entenda os mistérios da mineração de criptomoedas

CDD na mesma direção

O Coin Days Destroyed (CDD) mede a atividade dos detentores de longo prazo de uma criptomoeda. A métrica ajuda a identificar mudanças significativas no sentimento desses players. O CDD é calculado multiplicando-se a quantidade movimentada pelo número de dias em que foi mantida. A SMA de 90 dias suaviza as flutuações diárias, proporcionando uma visão mais clara das tendências de longo prazo.

As recentes quedas no CDD indicam uma pressão de venda reduzida por parte dos detentores de longo prazo, sugerindo confiança na valorização contínua dos preços.

Análise Bitcoin (BTC): o que os indicadores on-chain têm a dizer?
CDD 90SMA do Bitcoin. Fonte: 0nchained

Leia mais: 4 criptomoedas que podem atingir novas máximas em julho de 2024

Previsão de preço BTC

Apesar dos indicadores on-chain serem otimistas, o BTC opera em queda, testando o suporte de US$ 68.000 no fechamento da matéria. O Índice de Força Relativa (RSI) previa esse movimento, visto que estava acima de 70, indicando condições de sobrecompra.

A queda é preocupante, visto que forma um fundo abaixo do anterior no gráfico de 4 horas. Além disso, o preço está abaixo do nível de retração de 0,618 de Fibonacci do último movimento de alta.

Análise Bitcoin (BTC): o que os indicadores on-chain têm a dizer?
Gráfico do BTC no TradingView

Se não recuperar o nível de US$ 68.350, é provável que o Bitcoin caia em direção a faixa de US$ 66.230 – US$ 64.860. Essa zona de preço marca o nível de retração de 0,5 – 0,618 de Fibonacci no último movimento de alta no gráfico diário.

Gráfico do BTC no TradingView

Para concluir, há uma divergência entre os sinais da análise técnica e os indicadores on-chain. Nesse caso, é preciso observar os próximos movimentos do BTC para ver qual fator será mais decisivo para a tendência futura.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

4d198a1c7664cbf9005dfd7c70702e03.png
Anderson Mendes
Membro ativo da comunidade de criptoativos e economia em geral, Anderson é formado pela Universidade Positivo, e escreve sobre as principais notícias do mercado. Antes de entrar para a equipe brasileira do BeInCrypto, Anderson liderou projetos relacionados à trading, produção de notícias e conteúdos educacionais relacionados ao mundo cripto no sul do Brasil.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados